16 de Junho de 2019 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Governo pede criatividade na revitalização do Pinhal Interior

11 de Janeiro 2019

O Governo pediu hoje criatividade nas respostas inovadoras para a revitalização do Pinhal Interior, ao apresentar um concurso público que reserva um milhão de euros para apoiar iniciativas nesta área.

O apelo com esse objectivo foi assumido em Alvaiázere,pelo ministro-adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, e pela ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, numa sessão em que a Portugal Inovação Social apresentou o concurso Parcerias para o Impacto para a Revitalização do Pinhal Interior.

“Temos boas notícias e razões de esperança na frente económica”, disse Pedro Siza Vieira, frisando, no entanto, que Portugal “precisa de ter respostas decisivas” também no plano social, designadamente nos 19 municípios abrangidos pelo concurso.

O ministro salientou que “o país não é todo igual” e que cada território, a começar pelos de baixa densidade demográfica da região Centro, especialmente os mais atingidos pelos incêndios de 2017, poderá inverter o ciclo de envelhecimento e perda de população com o incentivo do Estado à promoção de “respostas específicas”.

“Não é uma tarefa que se possa levar a cabo de uma vez só”, sublinhou.

Pedro Siza Vieira disse que estes territórios “são merecedores da mesma qualidade dos serviços públicos”, um factor que promove a igualdade de oportunidades e a coesão social.

No mesmo sentido, Maria Manuel Leitão Marques enfatizou a preocupação do Governo “com as regiões de baixa densidade” populacional e preconizou a aposta na modernização dos serviços públicos.

Nestas políticas, importa “medir os resultados” e o impacto social das soluções adoptadas, afirmou.

O interior, aliás, “foi sempre uma prioridade” do executivo liderado por António Costa, adiantou.

O Governo avança com o concurso Parcerias para o Impacto para a Revitalização do Pinhal Interior, mas “não deixando [a região] sozinha”, disse a ministra.

“Inovar não é inventar. É acrescentar, é adaptar ao nosso contexto”, afirma.

Manuel Manuel Leitão Marques desafiou as autarquias e as instituições representadas no auditório da Casa da Cultura de Alvaiázere a empenharem-se na criação de uma incubadora social nesta zona do Pinhal Interior, à semelhança da que já existe na Lousã, a Microninho, que envolve vários municípios e outras entidades.

No encontro, intervieram também a presidente da Câmara Municipal de Alvaiázere, Célia Marques, a gestora da Microninho, Liliana Simões, e o presidente da Estrutura de Missão Portugal Inovação Social, Filipe Almeida.

Os concelhos abrangidos pela iniciativa são Alvaiázere, Ansião, Arganil, Castanheira de Pêra, Figueiró dos Vinhos, Góis, Pedrógão Grande, Lousã, Mação, Miranda do Corvo, Oleiros, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Penela, Proença-a-Nova, Sertã, Tábua, Vila de Rei e Vila Nova de Poiares, nos distritos de Coimbra, Leiria, Castelo Branco e Santarém.

LUSA 

(Na foto, ministro-adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira)


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com