26 de Maio de 2019 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Condeixa vai ter piscina no Verão

18 de Abril 2019

As obras de recuperação das Piscinas Municipais de Condeixa, que tiveram início na semana passada, meio ano após os estragos provocados pela passagem da tempestade “Leslie” e que levaram ao encerramento do equipamento, não colocarão em causa o normal funcionamento da piscina ao ar livre integrada naquele complexo desportivo durante o próximo Verão, garante ao TERRAS DE SICÓ o presidente da Câmara, Nuno Moita.

O autarca lembra que nem a piscina descoberta nem os balneários foram afectados e assegura virem a ser reunidas condições de segurança para a abertura ao público, num período em que o espaço é fortemente concorrido.

No passado dia 11 tiveram início os trabalhos de recuperação do edifício, orçados em 550.000 euros. “O arranque da empreitada só foi possível através do esforço orçamental do Município, dado que o reforço do Fundo de Emergência Municipal prometido pelo Governo, que prevê um apoio de 60% do valor dos prejuízos, ainda não está operacional”, salientou o edil numa visita às obras.

Nuno Moita não esconde a “preocupação” pelos atrasos na atribuição dos apoios prometidos pela Administração Central, desejando que a situação seja “rapidamente resolvida de modo a não colocar em causa outros investimentos” da Câmara Municipal de Condeixa.

A empreitada tem um prazo de execução de quatro meses, estimando-se que as piscinas cobertas possam reabrir aos utentes em Setembro próximo.

Segundo a edilidade, a companhia de seguros fixou o montante indemnizatório a pagar pelos estragos causados naquele equipamento em 300.000 euros, o equivalente a cerca de metade dos custos das obras que são necessárias para restabelecer o funcionamento do complexo, “aguardando-se que seja dado cumprimento à resolução do Conselho de Ministros que estabelece a concessão de auxílios financeiros aos municípios afectados através do Fundo de Emergência Municipal”, sublinha uma nota de imprensa da autarquia.

De acordo com a avaliação dos prejuízos efectuada pela edilidade condeixense, a tempestade de Outubro passado provocou danos de cerca de um milhão de euros em diversas infra-estruturas e equipamentos municipais.


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM