13 de Junho de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Sicó Outdoor Center esbate “linha administrativa” entre Ansião e Alvaiázere

7 de Junho 2024

“Os municípios de Ansião e de Alvaiázere estão particularmente sintonizados numa visão de desenvolvimento integral e sustentável, fruto do desenho dos projectos de financiamento que exigem que haja este trabalho em rede”, frisa António José Domingues, presidente da Câmara Municipal de Ansião. As afirmações surgiram no decorrer da apresentação do Sicó Outdoor Center, um projecto pretende potenciar os desportos ao ar livre e fazer com que os visitantes permaneçam mais dias nos dois concelhos.

Para o autarca ansianense, “temos de olhar cada vez mais para o território como um todo e deixar-nos de olhar para dentro de nós”, aceitando os “desafios de perceber que os territórios são complementares”.

“Entre Alvaiázere e Ansião há uma linha administrativa que nos divide, mas este projecto veio ultrapassar essa linha. Os territórios são as pessoas, e a natureza e o património, e há muito que nos liga nestes dois territórios”. Por isso, “é essa linha que temos entre nós e que nos divide que este projecto vem esbater”.

Com a materialização do Sicó Outdoor Center, os dois municípios passam a ter “duas portas de entrada”, com estruturas de acolhimento, uma a norte, que será instalada no Parque Verde do Nabão, em Ansião, e outra a sul, no Parque de Campismo de Alvaiázere, delimitando a zona.

No intervalo entre as duas portas, prevê-se uma “melhoria significativa”, com recurso a “muita tecnologia”, nos circuitos de caminhada e de BTT, incluindo os Caminhos da Fé, trail e ciclismo, ali existentes e que serão certificados e homologados.

Do lado de Ansião, “estamos a trabalhar na criação de uma Pump Track e de um Centro de Apoio à Rede de Percursos Pedestres, dotado de tecnologia”, revelou António José Domingues, referindo-se também à requalificação do skate park, localizado no Parque Verde do Nabão.

Já em Alvaiázere, é dado destaque à prática do parapente. “As pistas não estão nas melhores condições e vão ser renovadas e vamos ter também um simulador onde, na segurança do Museu Municipal, poderemos todos experimentar a sensação de estar perto das nuvens”, destaca João Paulo Guerreiro, presidente da Câmara Municipal de Alvaiázere.

Projecto supramunicipal

“Tudo isto num projecto supramunicipal”, que nasce da “tragédia: uma tragédia que nos assolou em 2022, mas que prova a resiliência, a motivação, a força de vontade dos agentes do território que conseguem tornar a tragédia em algo melhor”.

O projecto, que visa impulsionar Sicó como um destino turístico de natureza de excelência ambiental, “prevê um investimento de 838.000 euros, financiado a 90%, conseguidos através de candidatura conjunta ao aviso Regenerar e Valorizar Territórios – Incêndios 2022, dirigido aos concelhos afectados pelos incêndios de 2022”, recorda o autarca alvaiazerense, que aproveitou a oportunidade para dar conta de que com a implementação Sicó Outdoor Center “vamos utilizar muitas novas tecnologias para prevenção, mitigação e no caso de as catástrofes acontecerem, a identificação dos pontos críticos, para mais rapidamente se poder actuar e salvar vidas e bens”, enaltece.

Pedro Machado, secretário de Estado do Turismo, que presidiu à sessão, apontou este projecto como um “bom exemplo de investimento público”. Para o governante, “há uma mudança substantiva das motivações e das expectativas daqueles que procuram hoje a oferta Portugal: e é muito interessante perceber que muitos querem exactamente aquilo que nós temos aqui para oferecer”.

O projecto foi apresentado a 20 de Maio, na Serra da Portela, em Pousaflores, um local de onde é impossível distinguir a tal linha que divide o território. Por ali, Ansião funde-se com Alvaiázere: há apenas paisagens deslumbrante, natureza em estado puro e muitos recantos a pedir para serem descobertos.

Empresários ligados ao turismo com acesso a certificação gratuita

Na sessão que decorreu no edifício do Ciclo do Pão, na Serra da Portela, foi, ainda, assinada a Carta de Compromisso da Certificação Biosfera Destination, com o objectivo de criar um destino de qualidade para locais e turistas e obter a Certificação Biosphere, selo internacional que posiciona os territórios enquanto destinos turísticos sustentáveis, reflectindo o esforço das autarquias para cumprir os 17 Objectivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. De acordo com Patrícia Araújo, CEO Biosphere Portugal, “trazemos a ambição de, neste projecto que foi extremamente bem pensado e construído, numa lógica de eficiência colectiva e de incrementar valor para os territórios, para as comunidades locais e sobretudo para os agentes económicos ligados ao sector do turismo, tornar Ansião e Alvaiázere num destino sustentável: apelativo, atractivo, interessante para se viver, para se trabalhar e para se visitar, e esta deve ser a ordem”. Até que os dois municípios possam receber o selo internacional que atesta o território enquanto destino turístico sustentável, há “todo um percurso” a trilhar, onde se “incluiu o diagnóstico feito ao território, a definição do plano de acção, muitas acções de sensibilização e capacitação online e presenciais, e a realização de auditorias”, um processo que “parece muito complicado e muito dispendioso”, especialmente para os proprietários de empresas nas áreas do turismo, mas que “será totalmente gratuito para os empresários dos dois municípios, uma vez que os custos estão previstos na base de financiamento”, reforça a responsável. Para Patrícia Araújo, este é “o princípio de uma jornada que não tem fim”. Afinal, estamos a falar de um “trabalho constante em prol da sustentabilidade dos territórios”.

ANA LAURA DUARTE

[NOTÍCIA DA EDIÇÃO IMPRESSA]


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM