13 de Junho de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Rede integra 18 aldeias de calcário nas Terras de Sicó

24 de Maio 2024

A Rede de Aldeias de Calcário, iniciativa da Terras de Sicó, conta actualmente com 18 aldeias, mas o objectivo é aumentar, disse à agência Lusa o presidente da associação de desenvolvimento, Pedro Pimpão.

“Iniciámos a Rede de Aldeias de Calcário com uma aldeia mapeada em cada um dos concelhos e conseguimos, no último ano, alargar para três aldeias em cada um dos concelhos, o que dá as 18 aldeias”, afirmou Pedro Pimpão, também presidente da Câmara de Pombal.

A Terras de Sicó é uma associação de desenvolvimento criada em 1995. Engloba os municípios de Alvaiázere, Ansião, Condeixa-a-Nova, Penela, Pombal e Soure, nos distritos de Leiria e Coimbra, em torno do maciço da serra de Sicó, com uma área aproximada de 1.500 quilómetros quadrados.

Segundo o autarca, o objectivo é trabalhar em rede, para valorizar “cada uma das aldeias em conjunto com iniciativas integradoras que possam ajudar as actividades económicas e possam ajudar a regenerar” o território.

“Foi feito um investimento inicial em cada uma das primeiras aldeias identificadas”, explicou Pedro Pimpão, referindo existir em cada uma delas um abrigo, um “espaço simbólico” que possa também ser um ponto de visitação e um ponto de informação, “para que as pessoas percebam que estão integradas na rede”.

“O objectivo agora é alargar às outras aldeias e começarmos a definir estratégias em conjunto”, declarou.

Admitindo que se está numa fase embrionária deste projecto, Pedro Pimpão lembrou que “os Grupos de Acção Local (GAL), como as Terras de Sicó, ainda não sabem qual é a sua participação no Portugal 2030”.

“Candidatámo-nos, como outros GAL no país inteiro, e estamos na expectativa de que haja financiamento para este tipo de projectos”, adiantou o presidente da Terras de Sicó.

Para o autarca, “é muito importante que este trabalho que as associações de desenvolvimento local, como as Terras de Sicó, que têm uma relação de proximidade com as aldeias e com a microeconomia”, tenha financiamento.

“Se tivermos esse apoio financeiro, para alocar a esse tipo de investimentos e a articulação em rede nos territórios de baixa densidade, vamos conseguir contribuir para o desenvolvimento destes territórios”, realçou.

O presidente da Terras de Sicó disse ainda que se pretende aumentar o número de aldeias que integram esta rede.

“O nosso objectivo é termos as aldeias do território de Sicó unidas em estratégias integradoras, que as pessoas que visitem este território sejam desafiadas a ir conhecer as várias aldeias e tenham várias actividades, quer de promoção turística, quer de actividades económicas, que isso também é importante para fixar pessoas no território, quer também de divulgação do nosso património natural”, acrescentou.

As 18 aldeias já mapeadas são Ariques, Marzugueira e Marques (Alvaiázere), Granja, Aljazede e Constantina (Ansião), Casmilo, Poço, Serra de Janeanes (Condeixa-a-Nova), Chanca, Ferrarias e Cabeça Redonda (Penela), Poios, Aldeia do Vale e Pousadas Vedras (Pombal), e Pombalinho, Mocifas de Santo Amaro e Casal Cimeiro (Soure).

LUSA


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM