16 de Abril de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Pombal: Sara Barros Leitão leva “Guião para um país possível” ao Teatro-Cine

26 de Fevereiro 2024

A actriz e dramaturga Sara Barros Leitão vai levar o espectáculo “Guião para um país possível” a 15 cidades portuguesas até Novembro, de acordo com o calendário da digressão.

Em comunicado divulgado hoje pela estrutura Cassandra, pode ler-se que a peça já foi vista por 1.700 espectadores desde a estreia, em Dezembro, em Viana do Castelo.

Nos dias 08 e 09 de Março, “Guião para um país possível” vai estar n’O Teatrão, em Coimbra, seguindo-se a Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão, nos dias 15 e 16 de Março, e o Teatro-Cine de Pombal, no dia 23 do mesmo mês.

O espectáculo chega a Lisboa nos dias 12, 13 e 14 de Abril, no Teatro do Bairro Alto, viajando depois até ao Teatro Viriato, em Viseu, nos dias 19 e 20 de Abril.

De acordo com o calendário, a peça é apresentada em Santarém, na Marinha Grande, Vila Real , Loulé, Matosinhos , Leiria, Covilhã, Alcanena , Miranda do Corvo e Tondela.

Na base da peça estão os jornais oficiais da Assembleia da República dos últimos 50 anos, “sem uma única palavra inventada, apenas recuperando, colando e cosendo algumas transcrições”.

Com este espectáculo, no qual assina o texto e a encenação, Sara Barros Leitão propõe “uma viagem pelos últimos 50 anos da democracia portuguesa” a partir daquela “lente muito específica” que é pública.

Para isso, leu “o máximo possível” das transcrições diárias efectuadas todos os dias, habitualmente, por duas funcionárias que estão no hemiciclo numa mesa de madeira perdida entre a bancada dos deputados e a dos membros do Governo e que todos os dias escrevem “tudo o que é dito, nomeadamente reacções, apartes, tudo o que possa contribuir para um retracto fiel do que acontece durante essas sessões”.

“É a colagem possível” do que aconteceu no parlamento e “que é também, de alguma forma, uma conquista da própria democracia, que consiste em termos um parlamento livre onde podem estar representados todos os partidos”, disse.

A interpretação da peça é feita por João Melo e Margarida Carvalho, com desenho de luz de Cárin Geada e composição musical de Pedro João.

Lusa


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM