20 de Junho de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Soure: Quatro detidos por captura ilegal de meixão

12 de Janeiro 2024

Três homens e uma mulher, com idades compreendidas entre os 20 e os 28 anos, foram detido, ontem (11), por dano contra a natureza, nomeadamente, apanha de meixão, na Foz do Rio Arunca, no concelho de Soure, revela o Comando Territorial de Coimbra, através do Serviço de Proteção da Natureza Ambiental (SEPNA) do Destacamento Territorial de Montemor-o-Velho.

De acordo com aquela força de segurança, a detenção ocorreu “no âmbito de uma acção de fiscalização à pesca ilegal de meixão”, onde “os militares da Guarda detectaram os suspeitos que estavam no leito do rio a retirar uma rede ilegal utilizada para a captura de meixão”. No seguimento da acção foi possível constatar que os indivíduos já tinham na sua posse uma caixa que continha meixão capturado.

Assim, no decorrer da fiscalização foram apreendidos 37 gramas de pescado (restituído ao seu habitat natural), uma catana, e diverso material destinado à captura do meixão.

Os detidos serão presentes no Tribunal Judicial de Soure, para aplicação das medidas de coação.

De recordar que a enguia europeia, (Anguilla anguilla), que na fase larvar é conhecida por enguia juvenil/meixão, “é uma espécie considerada em perigo e que tem sofrido grande redução em razão da pesca ilegal, impedindo desta forma o normal ciclo de reprodução, colocando em causa a sustentabilidade da espécie. O valor do meixão, no mercado final (países europeus e asiáticos), varia consoante os meses e pode alcançar um valor de seis mil euros por quilo”.


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM