25 de Fevereiro de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Condeixa: Festival das Artes de Conímbriga valoriza património

6 de Setembro 2023

A música vai servir de pretexto para valorizar os patrimónios arquitectónico, paisagístico e histórico do concelho de Condeixa, onde se realiza a quarta edição do Musas – Festival das Artes de Conímbriga, de sábado a dia 23.

“Com este festival pretendemos valorizar o que é nosso pela música. Para além de todo o património musical, é marcado encontro com os patrimónios arquitectónico, paisagístico e histórico do concelho”, destacou a directora da Orquestra Clássica do Centro, Emília Martins.

Promovido pelo Município de Condeixa-a-Nova e pela Orquestra Clássica do Centro (OCC), com a colaboração do Museu Monográfico de Conímbriga e do Museu PO.RO.S, o festival conta com uma programação cultural diversificada, que inclui concertos, percursos históricos, cafés-concerto e gastronomia.

De acordo com Emília Martins, o Festival Musas terá como palcos o Museu PO.RO.S e as Ruínas de Conímbriga, onde decorrerão dois grandes concertos: de abertura e encerramento, respectivamente.

“Vamos celebrar três centenários: o de Maria Callas, de Natália Correia e ainda de Eduardo Lourenço”, acrescentou.

A abertura do festival, no sábado, propõe “pela primeira vez na região uma ópera em concerto”, subindo ao palco “Ópera em Concerto Seleção – La traviata”, de Giuseppe Verdi, com libreto de Francesco Maria Piave, baseada no romance “A Dama das Camélias” de Alexandre Dumas Filho.

Cento e setenta anos depois da sua estreia no Teatro La Fenice em Veneza, a obra sobe ao palco do Museu PO.RO.S pela mão da Orquestra Clássica do Centro, com interpretação de Enrico Marabelli (barítono), Mauro Secci (tenor), Melissa Purnell (soprano), sob a batuta do maestro Sérgio Alapont.

Já o encerramento do festival, no dia 23, terá lugar nas Ruínas de Conímbriga, com um concerto dedicado a Maria Callas, por ocasião do centésimo aniversário do seu nascimento.

Neste concerto, a Orquestra Clássica do Centro apresentará algumas das obras que a cantora interpretou na sua carreira, pela voz da soprano Sofia Marafona, e contando ainda com a participação dos actores Patrícia Ferreira e Diogo Carvalho.

Para o dia 13, no Museu PO.RO.S, está agendado um concerto comentado dedicado a Natália Correia, no centésimo aniversário do seu nascimento, apresentado pelo Ensemble da Orquestra Clássica do Centro e com a participação do ator Diogo Carvalho.

Já no dia 16, o Museu PO.RO.S acolhe o espectáculo de voz, flauta e guitarra intitulado “Muralhas Trio Sons Portucalenses”, com textos do filósofo e ensaísta Eduardo Lourenço, a propósito do centenário do seu nascimento, com a participação do actor Diogo Carvalho.

Segundo o presidente da Câmara Municipal de Condeixa, Nuno Moita, o Festival Musas pretende continuar a abrir o concelho ao mundo, através de “uma parceria forte e que se tem vindo a consolidar”.

“Tem sido uma aposta ganhadora, com um conjunto de espectáculos que estão sempre cheios. Aliamos a magia destes locais à música”, evidenciou.

No seu entender, esta é “uma forma diferente de valorizar o concelho”, com “um festival ecléctico”.

“Os espectáculos são gratuitos e esperamos que esteja bom tempo, nos próximos três fins de semana, para que todos possam vir ao concelho de Condeixa”, concluiu.

Lusa


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM