13 de Julho de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Novo circo, um “titiriscópio”, cinema e música em aldeias de Penela

10 de Julho 2023

Novo circo, um “titiriscópio” (um espectáculo com recurso a um periscópio), música e cinema são as propostas da nova edição do ciclo “Dentro da Casa, À Beira da Aldeia”, que vai realizar-se em cinco localidades de Penela.

A nova edição do ciclo de programação vai contar com espectáculos e cinema nos últimos fins de semana de Julho, na vila do Espinhal e na Chanca, desdobrando-se depois em mais eventos noutras três localidades de Penela, foi hoje anunciado pela Companhia da Chanca, que organiza a iniciativa em conjunto com a Casa Família Oliveira Guimarães.

Apesar de uma redução no apoio da Direcção Geral das Artes para a presente edição, o ciclo vai, pela primeira vez, estar presente em todas as freguesias do concelho de Penela, por força de “programação satélite” associada ao “Dentro da Casa, À Beira da Aldeia”, disse à agência Lusa André Louro, que criou a Companhia da Chanca com Catarina Santana.

Nos dias 22 e 23, no Espinhal e na Chanca, respectivamente, a companhia Oliveira & Bachtler, sediada em Oliveira do Hospital, apresenta o espectáculo de novo circo “OTUS EXTRACTS”, num espectáculo em que os dois artistas colocam em diálogo as suas técnicas, numa abordagem “muito poética”, afirmou Catarina Santana.

A 29 e 30, nas mesmas duas localidades, a companhia espanhola Arawake apresenta “Titiriscopio”, nome dado a um periscópio criado pela companhia, em que o público poderá “espreitar”, a partir de diferentes pontos de vista, um espectáculo de marionetas e hologramas, aclarou Catarina Santana.

Como é um espectáculo para oito espectadores de cada vez, ao mesmo tempo haverá “Histórias de boca a orelha”, dinamizadas por Cristina Taquelim.

“Queremos que o público circule entre os dois espectáculos, que estarão a decorrer de forma contínua, em dois espaços distintos”, explicou André Louro.

Nos dois últimos fins de semana de Julho, haverá ainda a exibição de cinema às sextas-feiras (21 e 28), com curtas de animação de Cláudio Jordão e um documentário sobre os informadores da PIDE, “O Medo à Espreita”, da realizadora Marta Pessoa.

Para além das propostas para o Espinhal e para a Chanca, haverá já no dia 16, em Viavai, um concerto de um ‘ensemble’ da Sociedade Filarmónica de Penela, com um repertório “mais erudito, que irá do Renascimento até aos nossos dias”, referiu André Louro.

A 09 e a 16 de Setembro, será a vez de Podentes e Cumeeira, respectivamente, acolherem um cine-concerto (cinema mudo, acompanhado de música ao vivo).

Para além destas propostas, mantêm-se as sessões, tal como em 2022, na CerciPenela e no lar de idosos do Espinhal.

O ciclo de programação conta com o apoio da Câmara de Penela, assim como de todas as juntas de freguesia do concelho.

Lusa


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM