20 de Junho de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Soure: Enguias e arroz doce reinam em Vila Nova de Anços este fim-de-semana

16 de Junho 2023

Uma caldeirada de enguias, um ensopado de enguias ou enguias fritas. É só escolher um, dois ou… optar por saborear todos. Vai ser assim este fim-de-semana (17 e 18), em Vila Nova de Anços, na 5.ª edição do Festival da Enguia e do Arroz Doce, a realizar no recinto da Casa do Povo e no qual deverão ser servidas cerca de 2.000 refeições.

A Junta de Freguesia em parceria com as associações locais dinamiza o evento que pretende “divulgar as iguarias e os nossos produtos endógenos, o arroz e o peixe, no caso, a enguia, e também dar oportunidade aos nossos artesãos de mostrarem os trabalhos que realizam”, realça o autarca José Galvão, sobre uma iniciativa que integra ainda a 2.ª Mostra de Artesanato.

A ementa dos almoços e jantares deste fim-de-semana inclui também alguns pratos alternativos para quem não é apreciador de enguias, nomeadamente, chanfana, ossos e febras.

Já para sobremesa a opção é única: arroz doce. “Estamos no Vale do Arunca, no Baixo Mondego, e 90% da produção agrícola da freguesia é baseada no arroz carolino, pelo que é esse que procuramos divulgar e promover através do arroz doce”, sustenta o presidente da Junta.

Sociedade Filarmónica Recreativa e Beneficente Vilanovense, Grupo de Pauliteiros de Vila Nova de Anços, Grupo Artes de Palco, Rancho das Ceifeirinhas da Casa do Povo, Clube Desportivo da Casa do Povo de Vila Nova de Anços e Associação Regional do Centro Caça e Pesca de Vila Nova de Anços juntam-se à Junta de Freguesia na realização.

Para fomentar a união entre as associações participantes, o evento conta apenas com uma ampla “tasquinha”, onde todos trabalham e, no fim, se repartem os proveitos.

Artesãos da freguesia

A par da gastronomia, decorre a mostra de artesanato com perto de uma dezena de artesãos daquela freguesia. “Temos muitos pedidos de artesãos de fora da freguesia, mas devido às limitações do espaço temos de restringir a participação”, explica o autarca, adiantando que a ideia no futuro é o evento poder vir a acolher artesãos de toda a região.

No decorrer do festival estarão também expostos trabalhos realizados ao longo do ano lectivo pelos alunos do jardim-de-infância e da escola básica.

José Galvão enfatiza que a edição de retoma de 2022, após dois anos de interregno devido à pandemia, “superou todas as expectativas”, tendo sido servidas bem mais de um milhar de refeições.

Para a edição deste ano, na qual também será servido o jantar de domingo, a organização estima que o número de refeições possa atingir as 2.000.

“Temos um programa de animação diversificado e com a adesão da população de Vila Nova de Anços, e não só, penso que os números serão superados e a nossa expectativa é dobrar o alcançado no ano passado”, perspectiva o presidente da Junta de Freguesia, garantindo que a qualidade e a quantidade de enguias necessária “estão salvaguardadas”.

O programa do evento, que tem o apoio do Município de Soure e da Casa do Povo de Vila Nova de Anços, tem início amanhã, pelas 12h30, com a abertura da Mostra de Artesanato. À noite, a animação é assegurada pelo grupo de dança My Dance, constituído por crianças da freguesia, e The Funky Turtles, também formado por músicos de Vila Nova de Anços.

A tarde de domingo (15h30) é preenchida pelo XII Festival Infantil do Grupo de Pauliteiros de Vila Nova de Anços e conta com as actuações, para além do anfitrião, do Rancho Infantil das Fazendas de Almeirim, Rancho Folclórico Infantil “As Salineiras” de Lavos e Rancho Regional “Os Esticadinhos” de Cantanhede (Infantil).

Próximo ano, novo local

Desde o início que o Festival da Enguia e do Arroz tem como palco o recinto ao livre da Casa do Povo de Vila Nova de Anços, mas este será o último ano de realização naquele local. O espaço vai acolher a Estrutura Residencial para Pessoas Idosas, que a instituição vai começar a edificar nos próximos meses, como TERRAS DE SICÓ noticiou na última edição.

José Galvão adianta que um espaço adjacente às sedes da Sociedade Filarmónica Recreativa e Beneficente Vilanovense e do Grupo de Pauliteiros de Vila Nova de Anços é a opção para acolher nos próximos anos o festival gastronómico.

[NOTÍCIA DA EDIÇÃO IMPRESSA]


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM