22 de Julho de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Condeixa: ‘Crianças aprendem a comer, brincando’ em projecto dinamizado na Misericórdia

3 de Junho 2023

Aumentar a adesão ao padrão alimentar mediterrânico foi uma das metas do projecto “Aprender a comer, brincando”, dinamizado nos últimos meses pela nutricionista estagiária Madalena Azaruja junto de crianças das valências de educação da Santa Casa da Misericórdia de Condeixa.

“Realizámos várias sessões com crianças, com idade até aos cinco anos, da creche e jardim-de-infância, com objectivos específicos na educação alimentar de uma forma lúdica”, explica Madalena Azaruja, adiantando que foram abrangidas pelo projecto, que termina em meados desde mês, cerca de 80 alunos da Creche Pezinhos de Lã e da Casa da Criança.

Nos eixos de actuação, a acção visou relacionar a saúde com os hábitos alimentares, conhecer os diferentes alimentos numa perspectiva sensorial e perceber a origem dos alimentos “desde a terra até ao prato”.

“Está estudado que se esta matéria da alimentação for aprendida e incutida desde tenra idade terá um impacto forte no futuro”, sublinha a jovem nutricionista, evidenciando um “aumento de conhecimentos” por parte das crianças e o envolvimento dos pais na iniciativa.

Equidade social

A directora pedagógica da Santa Casa da Misericórdia de Condeixa, Ana Paula Moura, afirma que o projecto ajudou à “equidade social”, dando equilíbrio de conhecimentos às crianças sobre os alimentos, sejam elas de um meio mais rural ou mais citadino. “Os alunos ficaram com mais-valias”, salienta a educadora, notando “mais interesse” nos alunos em torno da alimentação, utilizando já “uma linguagem mais específica”. “Sem dúvida que aumentou a base de conhecimentos, que permite que estejam mais críticos em relação à alimentação e também argumentam agora sobre o tema de uma forma mais racional”, assinala, agradecendo às famílias e às equipas pedagógicas da Misericórdia o empenho nas acções.

“Esta temática da alimentação nas crianças está cada vez mais actual, mais pertinente, é uma matéria muito importante para a saúde pública, e teremos de lhe dar continuidade”, assegura Ana Paula Moura, perspectivando outras iniciativas do género nos próximos anos.

[NOTÍCIA DA EDIÇÃO IMPRESSA]


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM