22 de Julho de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Penela: Câmara com resultado líquido negativo de 347 mil euros em 2022

2 de Maio 2023

A Câmara de Penela obteve um resultado líquido negativo de 347 mil euros, motivado sobretudo pelo custo com amortizações, e encerrou 2022 com um saldo de gerência positivo de 548 mil euros, disse hoje o presidente da autarquia.

Segundo Eduardo Nogueira dos Santos, “a poupança corrente subiu para 1,1 milhões de euros, em resultado de uma gestão muito prudente”, o que ajudará “a mitigar as dificuldades resultantes da inflação e da revisão em alta dos preços das empreitadas, assim como dos compromissos assumidos pelos anteriores executivos”.

“Essa questão obrigou-nos a tomar uma postura de maior austeridade e prudência em 2022”, admitiu o autarca.

Eduardo Nogueira dos Santos lembrou que, em 2012, o município foi alvo do Programa de Apoio à Economia Local (PAEL), “uma espécie de ‘troika’ para financiamento dos municípios”, e que esses compromissos ainda estão a ser pagos.

“Em 2022, a prestação foi de 161 mil euros, dos quais 144,5 mil euros corresponderam a amortização e 16,8 mil euros a juros”, explicou.

No entender do autarca, a opção por uma gestão prudente ajudará o município a “estar devidamente capacitado para os desafios do futuro”, numa altura em que está a ser projectado “o início de execução de projectos financiados pelo PRR [Plano de Recuperação e Resiliência] e a preparar o PT [Portugal] 2030”.

De acordo com a análise orçamental, a autarquia de Penela, no distrito de Coimbra, executou 85,7% da receita e 80,4% da despesa e o prazo médio de pagamentos a fornecedores baixou de 52 para 33 dias.

“É um dado muito positivo que queremos manter”, garantiu.

Eduardo Nogueira dos Santos aludiu ainda aos recursos humanos ao serviço do município, explicando que, apesar do aumento de 27 trabalhadores comparativamente a 2021 (que se deve à descentralização de competências na área da educação), a Câmara tem hoje menos 17 funcionários afectos às funções do município face a 2019.

“Hoje, o município tem muito mais competências devido à descentralização e tem menos funcionários, apenas dois dirigentes intermédios, 22 técnicos superiores e 31 assistentes técnicos, sendo os restantes operacionais”, explicou.

Para o autarca, se a Câmara quer “prestar mais e melhores serviços”, precisa de continuar a reforçar os recursos humanos e, nesse âmbito, deixou o compromisso do executivo de que irá reforçar o pessoal.

As contas relativas ao ano de 2022 foram aprovadas, por unanimidade, na última reunião da Assembleia Municipal.

LUSA


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM