20 de Junho de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Pombal: PS denuncia “atrocidade ambiental” no Louriçal

18 de Fevereiro 2023

O Partido Socialista de Pombal denunciou uma situação que considera “uma verdadeira atrocidade ambiental”. Em causa está um “um tubo que vem do saneamento básico e que descarrega resíduos domésticos num terreno privado”, em São João das Tábuas, freguesia do Louriçal, revela o vereador do PS, Luís Simões, ao TERRAS DE SICÓ.

Depois de se deslocar ao local, na passada sexta-feira (10), o autarca adverte que “no local consegue perceber-se claramente, e apesar do estado de decomposição, aquilo que são restos de papel higiénico, excrementos e fezes humanas”, num local onde a “escassos metros existe uma fonte”, considerando tratar-se de um “caso de saúde publica, que deveria até ser participada ao delegado de Saúde, uma vez que estamos a falar de excrementos humanos, que como sabemos tem muitas vezes bactérias que podem proliferam pelas linhas de água”.

Luís Simões explica que “a situação já foi reportada por populares à Junta de Freguesia do Louriçal, há cerca de ano, que se terá deslocado ao local”, no entanto, “o secretário da Junta afirmou tratar-se de uma situação normal”, descartando responsabilidades por parte da autarquia, o que o vereador considera “uma postura inadmissível”.

O socialista considera que “se fosse um particular a fazer uma coisa desta natureza já teria com certeza um auto levantado”, e por isso admite que o “PS está a acompanhar de perto a situação”. Desta forma, “se, entretanto, nada for feito, daremos passos no sentido de que a situação seja acautelada da melhor forma”, e garante que “na qualidade de vereador irei interpelar a Câmara Municipal sobre o que já foi feito ou o que pretendem fazer em relação a esta situação”, que “contamina não só o terreno como as linhas de água adjacentes” e que poderá colocar em causa a saúde de quem ali vive.

De acordo com Luís Simões, a população de São João das Tábuas sente-se “muita revoltada, porque entendem que aquilo é inadmissível de acontecer nos tempos que correm”, e alerta para que a população “não consuma a água proveniente da fonte, nem a utilize para regas”, uma vez que “não há qualquer registo de análises que confirmem a qualidade da água”, que “pode estar contaminada”.

Neste sentido, o vereador afirma que é urgente “rectificar aquela situação, fazer análises aos terrenos e à água de forma a perceber se estão ou não contaminados”, e em caso disso “deve proceder-se de imediato à descontaminação dos solos e da água”.

Em comunicado, o presidente da Junta de Freguesia do Louriçal afirma o empenho em “repor a normalidade de funcionamento desta anomalia e não fosse este Inverno rigoroso e tudo já estaria resolvido”.

José Manuel Marques sustenta, ainda, “não existir nenhuma bica de água a correr, estando esta possível fonte abandonada há mais de 30 anos, o que se compreende, pois, esta água estaria imprópria para consumo e com a chegada da água canalizada do município as pessoas na altura deixaram de frequentar a possível fonte, estando até ao passado sábado em perfeito abandono sem que se conseguisse identificar o local do nascente”.

ANA LAURA DUARTE

[NOTÍCIA DA EDIÇÃO IMPRESSA]


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM