12 de Julho de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Universidade Sénior de Alvaiázere: Quando o saber ocupa tempo e não ocupa lugar

20 de Novembro 2022

Se pensa que a universidade é só para jovens e que, à medida que a idade avança, deixa de ter oportunidades para aprender, fique a saber que “deixar de trabalhar não significa parar de aprender”. Quem o afirma é Ana Faria, vereadora responsável pelos pelouros da Educação e Saúde, Bem-estar e Desenvolvimento Humano do Município de Alvaiázere e uma das responsáveis pelo projecto da Universidade Sénior local, criado com o objectivo de “promover um envelhecimento activo, positivo e saudável através da participação em actividades sociais, culturais, científicas, desportivas, de convívio, capacitação digital, de turismo e de lazer”.

Com sede no Museu Municipal, “esta Universidade Sénior tem como finalidade a promoção da valorização pessoal e social do público sénior”, no entanto, “podem participar das actividades lectivas todos os munícipes com idade igual ou superior a 50 anos e com interesse em experimentar ou reviver diversas disciplinas”.

Actualmente a iniciativa conta com cerca de quatro dezenas de alunos, que frequentam ‘disciplinas’ de português, francês, inglês, saúde, história local, informática, educação física, hidroginástica, psicologia, artes decorativas, yoga, meditação da religião, música e dança, mas a grande novidade é a “aula aberta”.

Nesta universidade não há praxes, cadeiras difíceis ou exames complicados, existe sim uma “grande vontade de trazer riqueza a quem tem ainda muito para dar”, neste sentido, a coordenação do projecto decidiu levar a cabo mais uma iniciativa que “pretende não só estimular a aquisição de conhecimentos e novas aprendizagens, mas também criar oportunidades de trocar experiências, vivenciar e partilhar a vida, proporcionando regularmente actividades sociais, culturais, educacionais e de convívio” com a “aula aberta”, onde os alunos são convidados a explorar o território alvaiazerense, muitas vezes desconhecido para a própria população.

Conhecer Alvaiázere

Ana Faria revela que “não fazia muito sentido estar a organizar visitas de estudo para outros territórios, quando em Alvaiázere temos uma oferta de actividades culturais, sociais e de natureza que por vezes são desconhecidas, ou pouco conhecidas, para os próprios alvaiazerenses”, desta forma, “a aula aberta convida os alunos a sair das quatro paredes e a visitar artesãos locais ou espaços de interesse histórico, proporcionando momentos de partilha”, onde o objectivo maior passa por “levar a Universidade Sénior à comunidade e trazer a comunidade à Universidade Sénior”, revela.

Ainda com foco no património a Universidade Sénior decidiu apostar, para este ano lectivo, na introdução de novas disciplinas, como é o caso da História Local, onde são explorados os tesouros patrimoniais do concelho. Ana Faria revela ainda que é intenção da instituição promover uma cadeira de Literacia Financeira.

A responsável adianta que “os alunos são muito interessados e participativos”, e mostram-se atentos às tendências actuais: “temos alunos que depois de terem frequentado as disciplinas de inglês e francês já demonstraram o interesse em conhecer novas línguas, como o espanhol, por exemplo”. E se há actividade apreciada por estes seniores é a experimentação de novas actividades físicas, como o caso da yoga ou da meditação.

E como não há aulas sem professores, Ana Faria esclarece que todos os docentes a intervir no projecto “actuam em regime de voluntariado, sendo que muitos deles são, simultaneamente, colaboradores do município”, pessoas que “doam uma hora ou duas, semanalmente, e que em troca recebem a gratidão e a satisfação dos alunos”.

Recorde-se que os benefícios para a saúde do chamado envelhecimento activo foram reconhecidos pela Organização Mundial de Saúde, sendo uma das ideias da década do envelhecimento saudável, que decorre até 2030, justamente o aumento dos níveis de inclusão e socialização das pessoas mais idosas.

ANA LAURA DUARTE

[NOTÍCIA DA EDIÇÃO IMPRESSA]


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM