12 de Julho de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

NATÉRCIA MARTINS

Estrelas e planetas

4 de Novembro 2022

Fez um percurso normal na escola, denotando já preocupação e vontade de estudar a Natureza. José foi um bom aluno, apesar de não ser estudante muito acima da média. Já nesse tempo se preocupava com a observação das plantas e animais. Era alegre e parecia estar sempre a gozar com o professor.

Respostas rápidas e sempre a tempo.

Ainda em criança e depois adolescente gostava de fazer campismo e junto com os pais e irmãos correu muito do país. Assim, em contacto com a Natureza, viu que o ar é mais leve e a noite mais atractiva que a ruas iluminadas da cidade.

Sentava-se junto da tenda e ouvia o silêncio do parque. Tudo sossegado e as estrelas lá em cima como pontinhos brilhantes que bordavam o céu.

Na verdade, cada pontinho brilhante faz parte de um grupo com formas geométricas. Descobriu a Ursa Maior, Ursa Menor, Cassiopeia e Orion e muitas mais constelações.

Mais tarde, com dinheiro que foi amealhando, comprou uns binóculos. Passou a observar a lua, redondinha, cheia, cravada no céu. A lua sorria-lhe e ele sorria para ela.

Convidou o amigo Luís para passar um fim-de-semana no campismo. Este só conhecia a noite na sua rua. Perto de casa. Admirou-se, porque as paredes da tenda eram de pano e a cama no chão. Mesmo assim, gostou de observar o céu como nunca o vira. Era lindo!

E o gosto foi-se avolumando.

José ouviu a notícia de que, numa noite de lua nova, ia acontecer uma grandiosa chuva de estrelas. Mais uma vez pesquisou no computador. A chuva de estrelas não é mais que meteoritos que ao entrar na atmosfera se desintegram em pequenos fragmentos incandescentes, dando a ilusão de estrelas a mudar de sítio. Muita gente ainda pensa que são estrelas cadentes e é costume pedir um desejo, enquanto deixa atras de si um rasto de fogo. E ele também pediu um desejo, muitos desejos, perdidos na sua cabecita de adolescente.

Tantos desejos como estrelas cadentes que viu naquela noite. E foram muitas.

O tempo foi passando e o gosto pela observação agudizou-se. Pesquisou e comprou revistas.

Como todos sabemos a aldeia é cheia de lendas em que bruxas e lobisomens são os principais actores.

O meu vizinho, sentado na soleira da minha porta, numa noite quente de Agosto contava histórias. É um bom contador de histórias.

Contou, numa dessas noites, que no cruzamento ao fundo da ladeira as bruxas se juntavam em grandes farras em noites de lua cheia. E contava, também, que o patrão delas, cornudo e pés-de-cabra as acompanhava nas danças à volta de uma grande fogueira.

Dizia conhecer um homem da aldeia, que sentado à lareira, via passar todas as noites, à sua frente, uma galinha pedrêz. Uma noite, já farto, arrumou-lhe com a tenaz do lume. A galinha desapareceu, mas a mãe dele, de manhã, estava de cama com uma perna partida. Concluiu que a galinha que lhe passava em frente todas as noites era a mãe transformada em bruxa e também dançava todas as noites, ao fundo da ladeira, com o tal cornudo com pés de cabra.

Com estas e outras histórias semelhantes se faziam os serões, no Verão, à porta da rua.

Numa noite escura de breu, o José convidou o vizinho Luís para mais uma observação, lá em cima, no barreiro, perto do pinhal. Dizem que andam por lá almas penadas (estas andam por todo o lado), bruxas e lobisomens.

Montaram o tripé, os binóculos e um pequeno telescópio. O canto dos grilos e o piar de um mocho, cortou o escuro. De resto, o silêncio.

Sem se fazer ouvir um outro vizinho coscuvilheiro, foi, de mansinho, ver por onde andavam os rapazes. Aproximou-se. O Luís, brincalhão, escondeu-se.

O homem quis ver pelos binóculos. Sentiu uma ponta do casaco a ser puxada devagarinho. Soltou um suspiro. Arrepiou-se. Era verdade! Duvidou. Outro puxão no casaco. As bruxas!

Desatou a correr e só parou quando os rapazes desataram a rir às gargalhadas.


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM