18 de Julho de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Ansião: Avelar vai criar passadiço na ribeira de Rapoula

6 de Novembro 2022

Promover o contacto com a natureza, tornar possível a observação e manutenção dos ecossistemas, criar um caminho pedonal que possa permitir a circulação de pessoas nas suas actividades recreativas e de lazer e prevenir possíveis desastres naturais são alguns dos objectivos da Junta de Freguesia de Avelar com a acção de limpeza que tem vindo a operar nas margens e leito da ribeira da Rapoula.

De acordo com Fernando Inácio Medeiros, presidente da Junta de Avelar, “os trabalhos de limpeza na ribeira de Rapoula são imperativos, uma vez que já há alguns anos que não é limpa”. Se antigamente os “proprietários com terrenos contíguos ao curso de água faziam esse trabalho de manutenção, de há uns anos para cá temos verificado que os proprietários deixaram de o fazer”, muito por conta do abandono dos terrenos, ou do desinteresse nos trabalhos agrícolas.

Assim, a edilidade decidiu colocar mão à obra e, “tal como previsto no nosso plano de actividades para 2022/2023”, iniciou recentemente os trabalhos, com recurso “a equipamentos cedidos, maioritariamente, pelo município”, de forma a “que o orçamento se mantenha reduzido”.

Inicialmente, está prevista a “manutenção de um primeiro troço, de cerca de três quilómetros, entre a nascente da ribeira até à Rua Rosa Falcão”, mas o objectivo é que “todo o leito, deste que é o maior curso de água da freguesia, seja intervencionado”.

Posteriormente, “está a ser estudada a criação de um trilho, ao longo das margens da ribeira, com a possibilidade de criar pontos de passagem de um lado para o outro, em madeira”. Com esta intervenção será possível a criação de um “passadiço, permitindo que os transeuntes disfrutem da natureza no seu expoente máximo, que apesar de não ser de uma beleza extrema é um curso de água ancestral que merece toda a dignidade”, defende o autarca.

“Para além desta componente mais estética e lúdica, estes trabalhos de manutenção também permitem prevenir possíveis desastres naturais: com o leito da ribeira totalmente atolado de árvores caídas, mato grosso, depósito de resíduos e vegetação intensa, no Verão torna-se um foco de perigo de incêndio, com especial risco para as habitações mais próximas, e no Inverno, com a passagem de grandes tempestades, existe a possibilidade de inundações”, destaca.

Para além da criação de novos trilhos e do passadiço, Fernando Medeiros destaca ainda “a possibilidade de criar alguns espaços de lazer onde se possa merendar”, ou simplesmente parar para recarregar energias.

O autarca relembra que a ribeira de Rapoula representa uma parte do enorme património natural da freguesia, que deve ser aproveitado “não só para momentos de lazer, mas também para a prática de actividade física”, uma sugestão que “vai de encontro ao trabalho desenvolvido pela Junta, e que diz respeito ao incentivo às práticas desportivas”, destacando a organização do “Avelar Sunset Trail, uma prova de desporto e lazer, com carácter competitivo, na vertente de corrida, trail running, que se realiza por percursos e trilhos integrados na freguesia”.

Ao TERRAS DE SICÓ, o presidente da Junta de Avelar revelou, ainda, que também “alguns, dos muitos, fontanários que temos espalhados pela freguesia vão ser alvo de requalificação”, com a possibilidade de “alguns virem a ter ligação à rede pública de abastecimento de água”, para que “possam ser melhor utilizados pelas populações”.

ANA LAURA DUARTE

[NOTÍCIA DA EDIÇÃO IMPRESSA]


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM