18 de Julho de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Alvaiázere: Confraria do Chícharo entroniza amanhã primeiros confrades pós-pandemia

7 de Outubro 2022

Maçãs de Dona Maria acolhe, amanhã (8), o X Capítulo da Confraria do Chícharo e a cerimónia de entronização de cinco novos confrades.

Após um período marcado pelos constrangimentos provocados pela pandemia, o evento vai “ajudar a tentar aproximar mais as pessoas e criar a dinâmica que se perdeu um pouco”, admite a presidente da Confraria do Chícharo, Daniela Pedro.

“Espero que consigamos um bom momento confrádico, boa união e convivência. Que todos os confrades possam, depois destes anos de paragem, voltar a sentir o dever e o compromisso que assumiram aquando da sua entronização”, preconiza a dirigente.

A escolha de Maçãs de Dona Maria para a realização do evento insere-se na “continuidade do trabalho que tem sido feito de alternar um ano em cada freguesia e dar a conhecer aos visitantes um pouco do concelho”.

Amanhã, a recepção às confrarias e convidados e o imprescindível ‘mata-bicho’ estão programados para as 9h00, seguidos da Cerimónia Capitular, na igreja paroquial, onde serão entronizados cinco novos confrades, um dos quais “de honra”.

Ao meio-dia, a anteceder o almoço, será tirada a “foto de família”, seguida do desfile da confraria pelas ruas daquela localidade.

O X Capítulo sucede ao festival gastronómico ‘Alvaiázere Capital do Chícharo’ realizado no passado fim-de-semana, este ano em momento separado da feira de actividades económicas Fafipa.

A responsável pela Confraria concorda que “faz mais sentido o festival ser agora em Outubro, que é quando temos o produto acabado de colher”, o que também atrai mais visitantes, que procuram o festival gastronómico, e “conseguimos ter mais produtores, o que logo por si é mais vantajoso”.

Promover a Confraria e o chícharo

Os novos dirigentes da ACC-Confraria do Chícharo, que iniciaram o mandato em Fevereiro passado, têm dinamizado um conjunto de acções que promovem a associação e a leguminosa razão da sua existência.

“Por exemplo, fomos junto das escolas do 1-º ciclo realizar uma actividade com os mais pequenos, ensinando-lhe o que é o chícharo e como é semeado. Tentámos incutir-lhes um pouco da nossa cultura, da nossa história e criar-lhes o gosto tanto pelo chícharo como pela terra”, enfatiza Daniela Pedro, assinalando ainda a presença na Escola de Hotelaria de Peniche para divulgação do produto.

Na Páscoa, produziram e venderam os folares de chícharo, iniciativa que “correu muito bem” e é para repetir no próximo ano. A Confraria do Chícharo tem ainda marcado presença nos Capítulos de outras confrarias.

Após a realização de amanhã, as atenções dos dirigentes vão focar-se na elaboração do plano de actividades para o próximo ano.

Daniela Pedro, que já integrava os órgãos sociais anteriores, está há oito meses na liderança da associação, um tempo de “aprendizagem e muito trabalhoso”. “Tenho comigo pessoas que me têm auxiliado imenso e temos dado um passo de cada vez, evoluindo e crescendo”, sintetiza.

Promover o estudo, preservação e divulgação do património gastronómico de Alvaiázere, bem como a sua ligação com a arte, o artesanato, a ciência e a literatura, são os propósitos da Confraria do Chícharo criada em 2010 e apostada agora em revitalizar-se após dois anos pandémicos difíceis.

[NOTÍCIA DA EDIÇÃO IMPRESSA]

 


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM