7 de Dezembro de 2022 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Penela: Quinteto de sopros fixa-se no concelho para executar projecto de formação

2 de Agosto 2022

Cinco músicos profissionais do norte e sul do país criaram o projecto Art’Ventus Penela, com residência artística naquele concelho do distrito de Coimbra, que aposta na formação de públicos e iniciativas de sensibilização musical.

“Penela é quase como ponto central no mapa para as nossas deslocações. É um sítio que nos liga bem e que está bem servido ao nível de auto-estradas”, explicou ontem, na apresentação do projecto, o músico Tiago Coimbra, que tem raízes familiares na freguesia do Espinhal, naquele concelho.

Segundo o gestor cultural Nuno Vidal, trata-se de um projecto de formação de públicos, com um conjunto de actividades para sensibilizar o público para a música, de diferentes idades, que obteve aprovação e financiamento da Direcção-Geral das Artes.

Durante 18 meses, o projecto Art’Ventus Penela, delineado pela Associação Cultural Ventos Eruditos, vai realizar 30 oficinas pedagógicas, seis concertos e duas masterclasses com os músicos das duas bandas filarmónicas do concelho.

Segundo Horácio Ferreira, executante de clarinete, a ideia do projecto, “além destas actividades todas, é criar ao longo dos 18 meses uma ligação entre nós músicos e a comunidade”.

“Queremos deixar um sentimento de produtividade, de felicidade, de satisfação, que as pessoas tenham memórias de infância ao ouvir instrumentos das bandas filarmónicas, e queremos criar uma sensação de bem-estar”, frisou.

Por outro lado, acrescentou, o objectivo é também criar “uma perspectiva de oportunidades futuras ao público mais jovem e estes projectos pedagógicos serão diferenciados”.

Tiago Coimbra completou que o “projecto tem também como objectivo a valorização do património do município”, com a realização de iniciativas em vários espaços culturais e património religioso do concelho.

Para o município, “ter a possibilidade de cinco jovens se juntarem aqui para ensaiar é a prova da centralidade do nosso território”, enfatizou o presidente da Câmara, Eduardo Santos, salientando que hoje o concelho é bem servido de vias de acesso.

O autarca salientou a importância do projecto para “trazer a cultura para junto de todos e democratizar o acesso à música, já que envolve desde os mais jovens até aos alunos da Universidade Sénior e utentes de instituições direccionadas para a terceira idade”.

“Termos um projecto destes, com a duração de 18 meses, com actividades de sensibilização musical, com 30 oficinas pedagógicas, seis concertos espalhados pelo município e duas masterclasses, é muito importante”, sublinhou.

Além de Tiago Coimbra e Horácio Ferreira, a equipa artística é constituída por Raquel Saraiva, executante de fagote, Nuno Vaz, trompista, Paula Soares, flauta transversal e a actriz Manuela Paulo.

O projecto será desenvolvido em parceria com a Câmara de Penela e com as instituições locais da Santa Casa da Misericórdia, CERCI (Cooperativa para a Educação e Reabilitação de Crianças Inadaptadas), Casa Beneficência Conselheiro Oliveira Guimarães, Associação Quinta das Pontes, Filarmónicas Penelense e do Espinhal, Universidade Sénior e Agrupamento de Escolas Infante D. Pedro.

LUSA


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM