22 de Abril de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Ansião: Loja do Cidadão é “porta aberta no caminho da modernidade”

5 de Dezembro 2021

Ansião inaugurou a Loja do Cidadão, na passada terça-feira (30), no requalificado e ampliado edifício da antiga escola primária, no centro da vila, num investimento de cerca de 800.000 euros.

A funcionar já desde meados de Setembro, o espaço amplo e modelar acolhe balcões de atendimento do Espaço Cidadão, Segurança Social, Autoridade Tributária (Finanças), BUPi e APIN.

“Esta é uma porta que se abre no caminho da modernidade e da modernização, da reorganização dos serviços, da eficiência e da proximidade; um espaço ao serviço das pessoas”, salientou na cerimónia de inauguração o presidente da Câmara, António José Domingues, sinalizando os “anos de recuos e indecisões, relativamente à sua localização e à adesão do município à instalação deste equipamento no concelho”.

Para o autarca, trata-se também de valorizar “um edifício que carecia de requalificação; a antiga escola primária de Ansião, onde alguns dos que aqui se encontram aprenderam as primeiras letras e ao qual os liga um efectivo e afectivo sentimento de saudade”, referiu na sessão presidida pela ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão.

António José Domingues assinalou ainda como “positivas as medidas do governo para a modernização e qualificação da administração pública e local, nomeadamente, a que permitirá a formação e qualificação de 8.500 trabalhadores das autarquias, na senda de um processo de descentralização para o qual todos estamos convocados, mas que queremos concretizar com a eficácia, eficiência e qualidade que os nossos concidadãos esperam e merecem”.

Por seu lado, a ministra salientou que as lojas do cidadão representam um dos objectivos do programa do governo, “que é a modernização e a melhoria da qualidade dos serviços públicos”.

“Temos apostado imenso no digital e a pandemia obrigou-nos a desenvolvê-lo ainda mais, mas ainda há quem queira e precise de vir a lojas presencialmente, seja por menor literacia digital, seja porque pretende ter um atendimento presencial. E é por isso que, a par com a aposta no digital, nunca descurámos os serviços presenciais, nomeadamente as Lojas do Cidadão e os Espaço Cidadão”, salientou Alexandra Leitão, referindo que “na pandemia abriram mais de 100 Espaços Cidadão, numa resposta das autarquias à necessidade de apoio que as populações sentiam”.

A governante considerou ainda Ansião um “excelente exemplo” por ter em funcionamento um Espaço Cidadão em cada freguesia.

Alexandra Leitão destacou ainda que as lojas são bons “exemplos de parceria” entre as administrações central e local, “numa lógica de descentralização destes serviços”, entendendo-a como “o caminho para a melhoria dos serviços prestados às populações “.

O Plano de Recuperação e Resiliência tem previsto financiar a abertura de cerca de 20 lojas do cidadão e cerca de uma centena de Espaços Cidadão em todo o território, informou a ministra.

A inauguração da loja em Ansião contou ainda com a presença da secretária de Estado da Inovação e da Modernização Administrativa, Maria de Fátima Fonseca, e de representantes da Agência para a Modernização Administrativa, da Autoridade Tributária e da Segurança Social.

[NOTÍCIA DA EDIÇÃO IMPRESSA]


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM