16 de Abril de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Autárquicas 2021: Mais de 180 querem ser presidentes nas Terras de Sicó

19 de Setembro 2021

Nas Terras de Sicó, há 185 candidatos à liderança dos órgãos autárquicos dos seis municípios (câmaras e assembleias municipais) e das 45 freguesias/união de freguesias nas eleições do próximo dia 26. São eles os ‘cabeças’ de outras tantas listas a sufrágio, menos duas dezenas do que há quatro anos no mesmo território.

À presidência das seis câmaras municipais apresentam-se 28 candidatos (mais dois do que em 2017), de sete forças políticas e um movimento independente, enquanto para as assembleias municipais surgem também 28 candidaturas. À liderança das assembleias de freguesia concorrem 129 listas, com a particularidade de seis serem candidaturas independentes, curiosamente, uma por concelho.

ALVAIÁZERE

O único movimento independente nas Terras de Sicó candidato à câmara municipal surge em Alvaiázere, com António Cardo a encabeçar a lista Vamos Alvaiázere. Neste concelho há mais quatro candidatos à sucessão de Célia Marques: João Guerreiro (PSD) [* ver nota no final do texto] , Carlos Simões (PS), Pedro Alves (CDU) e Rui Fernandes (Chega). O Chega não concorre à Assembleia Municipal, que terá assim quatro listas a sufrágio.

Nas freguesias, há 13 candidatos à liderança das respectivas juntas, com destaque para Pelmá, onde uma lista independente vai tentar tirar a presidência ao PSD, que terá também na disputa o CDS/PP. PSD e PS concorrem a Almoster, Maçãs de D. Maria, Alvaiázere e Pussos S. Pedro, nestas duas últimas também com a CDU.

ANSIÃO

Em Ansião também são cinco os candidatos à liderança da Câmara. António José Domingues (PS) procura a reeleição, tendo como adversários políticos Célia Freire (PSD), Nídia Valente (CDU), Adriano Rodrigues (Chega) e Nuno Azevedo (CDS/PP). Os centristas não apresentam lista à Assembleia Municipal.

Nas freguesias, com um total de 17 listas, merece destaque a corrida à liderança da Junta de Avelar, com cinco candidatos, entre eles o actual presidente, que desta vez encabeça um movimento independente. Terá de “medir forças” com os candidatos de PS, PSD, CDU e Chega. À freguesia de Ansião concorrem PS, PSD, CDU e Chega, enquanto em Alvorge, Chão de Couce, Pousaflores e Santiago da Guarda a disputa vai ser entre PS e PSD.

CONDEIXA

Com Nuno Moita (PS) e Nuno Claro (PSD) a repetiram a candidatura de 2017, a entrada em cena do Chega aumenta para cinco os concorrentes à presidência da Câmara de Condeixa. O novo partido apresenta Octávio Ferreira à liderança da autarquia, que se junta a Carlos Fontes (CDU) e Fernando Silva (Bloco de Esquerda). À Assembleia Municipal, para além destes partidos, concorre também o CDS/PP, na única lista que apresenta no concelho.

Às juntas/união de freguesias concorrem 22 listas. A luta pela liderança da União das Freguesias de Sebal e Belide será a cinco, com a candidatura independente ‘Todos Juntos pela União’ a juntar-se às dos partidos Chega, CDU, PSD e PS, enquanto em Condeixa-a-Velha/Condeixa-a-Nova são quatro os candidatos (PS, PSD, CDU e Bloco de Esquerda). CDU e PS concorrem também nas restantes freguesias, com o PSD a juntar-se-lhes em Ega, Furadouro e Vila Seca/Bendafé.

PENELA

Rui Seoane (PSD), Eduardo Santos (PS) e Graça Pedrosa (CDU) concorrem em Penela à sucessão de Luís Matias na liderança da Câmara. Os três partidos apresentam igualmente listas à Assembleia Municipal.

Na corrida à liderança das freguesias, há nove candidaturas. No Espinhal, concorre um movimento independente (também apoiado pelo PS) e o PSD, que candidata o actual presidente da junta. Na União de Freguesias de S. Miguel, Santa Eufémia e Rabaçal apresentam-se três listas a sufrágio (CDU, PS e PSD), enquanto na Cumeeira e em Podentes a corrida é a dois (PS e PSD).

POMBAL

Há meia dúzia de candidatos na corrida ao lugar que Diogo Mateus vai deixar vago em Pombal. Pedro Pimpão (PSD), Odete Alves (PS), Jaime Portela (CDU), Célia Cavalheiro (Bloco de Esquerda), Nuno Carrasqueira (Iniciativa Liberal) e João Pela (Chega) querem a presidência da Câmara. Para a Assembleia Municipal, submetem-se a sufrágio o PSD, PS, CDU, BE, IL e CDS/PP, bem como o movimento ‘Oeste Independente’.

Há 39 candidaturas às freguesias, com Pombal a apresentar cinco concorrentes (PSD, PS, CDU, CDS/PP e Bloco de Esquerda). Na União de Freguesias de Guia, Ilha e Mata Mourisca, uma candidatura independente junta-se às de PSD e PS, enquanto no Louriçal (PSD, PS, CDU e Bloco de Esquerda) e Meirinhas (PSD, PS, Chega e Iniciativa Liberal) são quatro os candidatos à presidência. Nas restantes freguesias há duas ou três candidaturas: PSD e PS em Abiul, Almagreira e Carnide; PSD e CDS em Carriço; PSD, PS e CDS em Pelariga, Redinha e Vila Cã; e PSD, PS e CDU em Santiago/São Simão de Litém/Albergaria dos Doze e Vermoil.

SOURE

Mário Jorge Nunes (PS) recandidata-se em Soure a um novo mandato na presidência da Câmara e terá a concorrência de Sónia Vidal (PSD), Fátima Pinhão (CDU) e Ricardo Filipe (Chega). Estes mesmos partidos apresentam também listas à Assembleia Municipal.

Nas 29 listas candidatas às freguesias, é na de Soure que surge o maior número (4), com o PS a apresentar a sufrágio o actual presidente, que terá a concorrência dos escolhidos pelo PSD, CDU e Chega. Na Vinha da Rainha concorre um movimento independente e o PS. CDU, PSD e PS concorrem às restantes freguesias, à excepção de Gesteira/Brunhós, cuja luta será apenas entre socialistas e social-democratas.

Menos eleitores

Neste território de cerca de 108.000 residentes, volta a descer o número de eleitores em relação ao sufrágio de 2017, sendo menos 5.353 inscritos nos cadernos eleitorais (de 106.580 para 101.227). A consequência prática desta diminuição vai sentir-se em Pombal com uma redução no número de mandatos (vereadores) no executivo municipal, de nove para sete, por o concelho ter descido a barreira dos 50.000 eleitores. Nas Terras de Sicó, nas eleições de há quatro anos foram às urnas perto de 59.000 eleitores.

Urnas abertas mais uma hora

As urnas de voto vão estar abertas mais uma hora no dia 26, encerrando apenas às 20h00. Trata-se de uma medida ainda relacionada quando o quadro pandémico, procurando atenuar uma eventual formação de filas junto às mesas de voto. A votação decorrerá assim ao longo de 12 horas (08h00 às 20h00).

[NOTÍCIA DA EDIÇÃO IMPRESSA]

* Nota: Na edição impressa, por lapso, o nome do candidato do PSD à Câmara Municipal de Alvaiázere, João Guerreiro, saiu com gralha. Pelo facto, pedimos desculpa ao visado, ao partido e aos leitores. 


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM