19 de Maio de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Soure: Projecto Sourepark vai disponibilizar espaços para empresas

3 de Julho 2021

Criado há cerca de meio ano pela Associação Empresarial de Soure (AES), o projecto Sourepark tem em curso o processo de aquisição de terrenos e edifícios destinados a posterior arrendamento, ou até venda, a investidores que se pretendam instalar naquele concelho.

A empresa, constituída em Dezembro de 2020, visa o apoio à instalação de novas unidades no concelho de Soure, contornando burocracias que sempre arrastam no tempo intenções de investimento e não raras vezes as afastam.

“A Sourepark surgiu de uma necessidade demonstrada pelos empresários que querem investir no concelho de Soure. Nós, como associação empresarial, sem meios para os poder ajudar, para os poder alocar, pensámos constituir esta empresa, criando as condições para podermos acolher quem se quer instalar de imediato e não pode ou não quer esperar pelas burocracias que são morosas”, justifica ao TERRAS DE SICÓ Carlos Cordeiro, presidente da AES, salientando o facto de ao tratar-se de uma entidade privada, “somos mais rápidos e mais ágeis para poder acolher nesta fase de transição as empresas que se querem fixar no concelho”.

A Câmara Municipal tem em curso diversos projectos para a criação de novas áreas de localização empresarial, todavia, “são processos que demoram o seu tempo” e, até lá, a Sourepark pretende ter a “solução de imediato”.

O apoio passa pelo arrendamento de espaços para escritórios, pavilhões ou ainda terrenos. “Temos a parte física e disponibilizamos temporariamente, numa fase inicial de transição”, explica o dirigente.

“Vamos criar os espaços físicos, quer administrativos, quer para pequenas produções, espaços de pavilhões, naves industriais, para poder ter uma resposta de arrendamento imediato às empresas que aqui se querem instalar e também tirar proveito da baixa densidade que o concelho beneficia”, sublinha o líder da AES, realçando a “muita procura” que existe de investidores interessados em avançar com projectos no concelho.

Adiantando que até ao final do ano serão disponibilizados os primeiros espaços aos potenciais investidores, Carlos Cordeiro mostra-se convicto que a Sourepark “vai ter muito sucesso”. Trata-se de um projecto “inovador em Portugal, mas que já existe noutros países e com sucesso”, afirma.

[NOTÍCIA DA EDIÇÃO IMPRESSA]


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM