18 de Maio de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Ansião: ‘Chef Duro & Seus Adversários’ conquista portugueses pela genuinidade

20 de Junho 2021

A sua forma divertida e caricata de interpretar música popular portuguesa começou por encantar os ansianenses para depressa conquistar todos os portugueses. Foi no palco do programa televisivo da RTP ‘Got Talent Portugal’ que o país os conheceu e se apaixonou por eles, prova disso foi terem sido dos três mais votados, mas que ainda assim não foi suficiente para que passassem à próxima fase, ou será que foi?!

“Desde o primeiro minuto que decidimos participar que soubemos que podíamos contar com os nossos. Estávamos à espera de muito, mas não estávamos a espera de tanto e foi graças à comunidade ansianense, e não só, espalhada pelo país e pelo mundo que conseguimos estar entre os três mais votados e temos para com todos eles um grande voto de gratidão por terem prolongado a nossa expectativa”, contou ao TERRAS DE SICÓ, Jorge Cancelinha, um dos integrantes do grupo Chef Duro & Seus Adversários.

O músico de coração e professor de Matemática de profissão acrescentou que a participação no programa foi também uma forma de auto-superação e de “propormos ao público português um conceito ao qual não estão habituados. Podíamos ser só mais um grupo de música popular portuguesa, mas tentamos satirizar algumas coisas, teatralizar, introduzir elementos novos e escrever as nossas próprias músicas. E acho que tivemos aqui um quadro muito bem conseguido, que teve a sua audiência e com certeza que será uma experiência a repetir”.

Quanto à participação no programa televisivo, ainda não sabem se terminou no passado domingo dado que existe ainda a fase de repescagem e o Chef Duro & Seus Adversários mantém viva a esperança de ainda lhe estar reservado um lugar na final.

Ainda que a sua continuação no programa seja ainda um ponto de interrogação, Bruno Duro explica, por seu lado, que foi uma experiência “muito gratificante”, porque “com a nossa participação não queríamos apenas mostrar a essência da música popular portuguesa, mas também valorizar as nossas raízes, de onde somos, e temos muito orgulho de ter representado as nossas origens e as nossas tradições”. Até porque quando decidiram participar “estava tudo parado” e desde que a pandemia começou que “nós queríamos mostrar que estamos cá, que nestes tempos difíceis continuamos aqui, para fazer companhia as pessoas, porque a tendência é que as pessoas estejam cada vez mais sozinhas, em situação de total isolamento e queríamos que a nossa animação fosse transmitida da forma que nos caracteriza. E então pensamos: porque não abraçar este desafio de uma forma diferente e aproveitar para mostrar a genuinidade da música popular portuguesa?”.

E mostraram tão bem a genuinidade da música popular portuguesa que o Chef Duro & Seus Adversários, um nome que surgiu no meio “de uma ‘carolice’, porque sempre tive gosto e aptidão para a cozinha, já a parte dos adversários é porque em palco o que acontece entre nós é um duelo, fora dos palcos somos amigos, mas em cima do palco sou eu contra eles e eles contra mim”, já começaram a colher frutos da sua passagem no programa e tudo porque decidiram “fazer algo diferente, voltado para a música popular portuguesa mas contando as nossas histórias”.

“Temos sido abordados por agentes do mundo artístico que estão interessados em trabalhar connosco, mas neste momento estamos ainda a avaliar as coisas que nos vão surgindo, avaliar as oportunidades do mercado e do futuro porque no final de contas também é isso que vai importar”, afirma Jorge Cancelinha.

Vivendo ainda a incerteza do amanhã, este grupo, junto deste 2014, assume que “partilhar o palco com tanta gente com tanto valor e em tanta área diversificada foi um prazer, um verdadeiro orgulho e uma experiência da qual nunca nos esqueceremos”, procurando mostrar o que é a música popular e o “que é a música de raiz nas comunidades tais como as conhecemos, as comunidades rurais. Sentir que havia espaço para afirmar o nosso talento com estes pressupostos para nós já é muito bom”, congratula-se Cancelinha.

RUTE AZEVEDO SANTOS

[NOTÍCIA DA EDIÇÃO IMPRESSA]


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM