25 de Fevereiro de 2021 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Futebol feminino: Mora em Condeixa uma equipa de “campeãs”

15 de Janeiro 2021

A equipa de futebol feminino do Clube Condeixa inicia, este domingo (17), mais uma etapa de um percurso que vai fazendo história, disputando a fase final – apuramento de campeão – da primeira divisão nacional (Liga BPI), na época de estreia neste escalão.

A chegada à principal divisão, apenas cinco anos após o início do projecto do futebol feminino, já constituía, por si só, facto digno de realce, tanto mais que a evolução da modalidade chamou à competição vários emblemas de renome, com outros argumentos financeiros que dificultam a tarefa dos menos apetrechados.

Mas as condeixenses já fizeram mais. Em apenas meia época conseguiram o feito de alcançar o apuramento para a fase que junta as melhores oito equipas nacionais (saídas dos confrontos da primeira fase, composta por duas séries cada uma com 10 equipas) e irá ditar o campeão nacional. Garantiram também de forma antecipada a presença na próxima época na mesma divisão de elite.

Treinador, jogadoras e dirigentes colocam a tónica no “acreditar”, a palavra ‘mágica’ que treino após treino, jogo a jogo, se enraizou e levou ao êxito.

O director desportivo Vítor Melo salienta o “muito trabalho, muito foco e um treinador sempre a fazer acreditar as jogadoras que era possível”, como a chave para a concretização do objectivo que cedo passou a ser mais do que um sonho.

“O Clube Condeixa tem crescido muito nos últimos anos, proporcionamos boas condições às atletas e com os feitos que vamos alcançando a aposta acaba por ser cada vez maior, porque os patrocinadores confiam no projecto, confiam nas pessoas que estão à sua frente e apesar da pandemia continuam a ajudar”, destaca o também presidente da mesa da assembleia-geral, enfatizando a projecção mediática associada aos bons resultados conseguidos.

A recepção ao Clube de Albergaria, no próximo domingo (17), pelas 15h00, marca o arranque da fase de apuramento de campeão. Já com os principais objectivos da época alcançados os jogos serão para “desfrutar”. “Sabemos que não será fácil, mas vamos tentar jogo a jogo batalhar, trabalhar e ter a mesma atitude, porque com garra e vontade ainda vamos certamente criar mais algumas surpresas”, antecipa o dirigente, que anuncia pequenos ajustes no plantel para o que resta da temporada.

Por seu turno, o presidente da direcção do Clube Condeixa não esconde o orgulho com a prestação das meninas, destacando a dedicação e o empenho com que defendem o emblema que ostentam ao peito. “Têm dignificado o nosso emblema, a vila de Condeixa, têm feito crescer o clube, e não posso deixar de realçar o crescimento que têm tido e o orgulho com que vestem a camisola”, salienta Sérgio Fonseca.

Fazer história

Ana Lopes, Tita no mundo da bola, é a capitã de equipa. “Só podemos andar felizes, estamos a fazer história. Sempre acreditámos que era possível, embora soubéssemos que não eramos favoritas”, confessa a dona da camisola 77.

O percurso até agora não foi fácil, “nunca é fácil, é preciso muita dedicação, abdicar de algumas coisas, entrar em todos os jogos como se fossem uma final, todos são para ganhar”.

A experiente jogadora realça as boas condições que o clube condeixense coloca à disposição das atletas. “É um clube dos ditos pequenos, mas tem pessoas enormes a trabalhar para nós”, afiança a ex-Benfica.

Para a fase final, adeptos e adversários podem contar com “uma equipa ambiciosa, trabalhadora, com o compromisso de continuar a fazer história”. “Já estamos entre as melhores e agora vamos desfrutar, jogar sem pressão e aproveitar para crescer”, afirma Tita, contudo avisando a concorrência de que “ainda não estamos totalmente satisfeitas”.

A fase de apuramento de campeão, que começa este domingo, termina apenas no início de Junho e pela frente a formação condeixense terá as equipas do Sporting, Benfica, Sporting de Braga, Marítimo, Famalicão, Torreense e Clube de Albergaria, num total de 14 jornadas.

Treinador Marco Ramos elogia

O treinador Marco Ramos já fora, há uns anos, campeão nacional no Atlético Ouriense. Chegou esta época a Condeixa para orientar a equipa na estreia na Liga BPI. “Além de termos jogadoras fantásticas, que gostam e sentem muito o clube, temos uma estrutura por trás muito forte, que nos dá tudo o que pedimos, naturalmente dentro daquilo que são as possibilidades de um clube desta dimensão. Isso dá-nos garantias de poder acreditar que o futuro vai ser ainda melhor”, refere o técnico ao TERRAS DE SICÓ.

“Trabalhámos muito para alcançar este feito, acreditámos muito e felizmente conseguimos”, resume.

Para a fase que se inicia este domingo, Marco Ramos promete “uma equipa que quer ser competitiva em todos os jogos, que vai entrar sempre com o foco em tentar ganhar”. “Sabemos que vão ser jogos com um grau de dificuldade muito grande, mas temos mais a ganhar que a perder. Vamos procurar crescer, manter o ritmo competitivo, sabendo que em alguns jogos o resultado tem de ficar para segundo plano”, admite o “mister”, traçando a meta dos “10 pontos” para conquistar. “Temos equipa para os conseguir”, afirma um treinador confiante, “realizado e orgulhoso”.

Além da Liga BPI, o Clube Condeixa ainda vai disputar a Taça de Portugal e jogou no passado domingo (10) para os quartos-de-final da Taça da Liga, sendo eliminado pelo Sporting.

[NOTÍCIA DA EDIÇÃO IMPRESSA]


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com