17 de Janeiro de 2021 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Covid-19: Pandemia colocou em destaque trabalho das IPSS e misericórdias

7 de Janeiro 2021

O presidente do Secretariado Regional de Leiria da União das Misericórdias Portuguesas considerou hoje que a pandemia de covid-19 colocou em destaque o trabalho destas entidades e das instituições particulares de solidariedade social, e realçou o papel das funcionárias dos lares.

“Esta situação da pandemia veio destacar o trabalho das misericórdias e das IPSS [instituições particulares de solidariedade social] no apoio aos idosos, mas não só”, disse à agência Lusa Joaquim Guardado, também provedor da Santa Casa da Misericórdia de Pombal, no distrito de Leiria, exemplificando com as acções no combate à pobreza.

Joaquim Guardado particularizou o papel das funcionárias dos lares, que “fazem um trabalho relevantíssimo” de apoio aos idosos na prevenção do novo coronavírus ou mesmo quando aqueles estão infectados.

“Faz-se um trabalho meritório nos hospitais, mas médicos e enfermeiros são tecnicamente preparados para isso. Quando as funcionárias de lares, sem grandes conhecimentos, fazem esse trabalho orientados por médicos, enfermeiros e direcções técnicas, é um trabalho de excelência e dedicação, e essa é a verdadeira solidariedade e caridade”, declarou.

Face ao aumento de casos de infecção pelo novo coronavírus, o dirigente assegurou que “as misericórdias, na sua totalidade, estão preparadas para os surtos”, quer com equipamentos, quer com recursos humanos, mas tal não significa que não possam ocorrer.

“Quando acontecem, estamos preparados para responder”, garantiu, assinalando que as misericórdias do distrito de Leiria “não são das mais afectadas” numa comparação com outros distritos.

Segundo Joaquim Guardado, que não precisou números, nos lares das misericórdias do distrito a situação é positiva, assinalando que “são muito poucos os lares que estão a ser atingidos por surtos”.

“Houve surtos em misericórdias do distrito, mas estão sanados ou em fase de resolução. Infelizmente, houve mortos, mas no cômputo geral do número de idosos que temos à nossa guarda não é significativo”, afirmou.

O dirigente precisou que tem “havido um reforço na limpeza, higiene e desinfecção dos equipamentos, e na aquisição de equipamentos de protecção individual”.

No caso da Misericórdia de Pombal, neste âmbito, foram investidos entre 20 mil a 30 mil euros desde o início da pandemia, em Março de 2020.

Sobre o processo de vacinação contra a covid-19, Joaquim Guardado desejou que todas as IPSS e misericórdias tenham o processo de vacinação dos utentes “concluído o mais rápido possível”.

A publicação “Quem somos nas misericórdias”, relativa a 2020, disponível no ‘site’ da União das Misericórdias Portuguesas, refere que as 23 misericórdias do distrito de Leiria apoiavam diariamente 7.342 pessoas, tendo 2.067 colaboradores directos.

O distrito de Leiria regista desde o início da pandemia 10.006 casos de infecção pelo novo coronavírus, mantendo-se 2.291 casos activos, de acordo com o último boletim da Comissão Distrital de Protecção Civil, divulgado hoje.

No mesmo período, 7.465 pessoas recuperaram da doença, registando-se ainda 250 óbitos, de acordo com a mesma fonte.

LUSA


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com