22 de Janeiro de 2021 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

NATÉRCIA MARTINS

O abraço

5 de Dezembro 2020

Um abraço é a forma mais carinhosa que encontramos de nos cumprimentarmos. Eu gosto de um abraço. Há abraços de amor, carinho, amizade. Há abraços de alegria e abraços de despedida. Estes são os que mais doem. Um abraço é o acto de colocar os braços junto do pescoço e apertar. O abraço significa carinho, amor, alegria, gratidão ou amizade.

Posso dar-te um abraço?

Forma tão simples de demonstrar um carinho. Um abraço apertadinho só tem vantagens e demonstra carinho e alegria. Dá a tranquilidade ou comemora uma conquista ou conforta alguém em momentos de tristeza, cumprimenta e expressa sentimentos.

O abraço dos meus filhos e netos dá-me sempre a alegria da chegada. Um abraço dos meus netos chega-me ao coração e transmite alegria. É tão bom os bracinhos pequeninos em volta do meu pescoço. É como se eles se instalassem cá dentro e nunca mais de lá saíssem.

Tinha uma amiga que dizia que era como se o sol pousasse dentro do coração. E é verdade. É das coisas mais gostosas do mundo.

Li algures por aí que o dia 22 de Março é o dia do abraço.

Se temos frio, um abraço quentinho transmite calor. O calor humano.

No fim de um dia cansativo em que não apetece nada, um abraço acolhedor, é capaz de proporcionar a libertação de substâncias e trazem calma e harmonia.

O afecto? Nada melhor para melhorar o ânimo do que um abraço de forma gratuita e sincera.

Falei aqui do abraço que demonstra alegria. Mas também há o abraço de despedida. Aquele abraço que sabemos nunca mais dar ou receber: o abraço de despedida. O abraço que nos faz chorar e significa um adeus. O abraço que traz saudade e um grito de angústia.

O que dói é quando as pessoas nos deixam sem um abraço de despedida. É um adeus sem retorno. Sei bem o que isso dói. É um ciclo da vida que se encerra.

Para  Freud, pai da psicanálise, o sonho com um abraço significa que estão no nosso inconsciente e que têm, as suas causas em desejos ou traumas.

Pode, também, significar uma entrega por parte das pessoas que se encontram. Ainda segundo  Freud, o abraço sonhado pode querer dizer que precisamos de muita calma.

E sonhar com o abraço de quem já morreu? Nada de mal. Apenas é o recordar essa mesma pessoa que não esquecemos.

Um abraço reduz a possibilidade de o organismo entrar em estado de ansiedade e stress.

O abraço mexe com os músculos das pessoas que se abraçam. Os corações ficam juntos e é como se não houvesse roupa a separar. Os sentimentos unem-se naquele abraço. Não precisamos falar. O sentimento fala por si.

Quem nunca sonhou com um abraço? Creio que não se encontra ninguém. É que um abraço aumenta a felicidade. Sabia? Um abraço é a fórmula de felicidade e está apenas a um braço de distância.

Alguém meu amigo dizia: “O coração nunca envelhece. Basta um sorriso, um nada, um abraço e tudo nele se ilumina e aquece.”

A propósito: dás-me um abraço?


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com