22 de Janeiro de 2021 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Alvaiázere: Município com orçamento de 10,5 milhões de euros no próximo ano

27 de Novembro 2020

A Câmara de Alvaiázere aprovou o orçamento para 2021, no valor de 10,5 milhões de euros, menos 200 mil euros do que o valor deste ano, foi hoje anunciado.

Numa nota de imprensa, a autarquia refere que “os documentos previsionais do próximo exercício corporizam a execução de alguns projectos, que se revelam essenciais para a concretização da estratégia do executivo municipal, que passa pela combinação de políticas geradoras de emprego e de políticas sociais, com o intuito de atrair e fixar pessoas no território”.

“Do ponto de vista das infra-estruturas, destaque para o término de procedimentos em curso, como a requalificação urbana da zona central da vila de Alvaiázere, das obras de construção da nova Área Empresarial de Rego da Murta ou a requalificação do Mercado Municipal”, adianta a nota.

Citada na nota, a presidente da autarquia, Célia Marques, afirma que no final do mandato o município dará por “cumpridas mais de 70% das medidas propostas no manifesto eleitoral, às quais se somam muitas outras acções que foram levadas a cabo e que não constam do referido compromisso”.

À Lusa, Célia Marques disse que a expectativa é que 2021 “permita concluir um conjunto de projectos que estão em desenvolvimento, que permita alguma tranquilidade e serenidade aos munícipes, uma vez que o município está a investir na atracção de investimento e na melhoria das condições de vida da população”.

No caso da zona industrial de Rego da Murta, um investimento de cerca de 2,5 milhões de euros, apoiado em 85% por fundos comunitários, a autarca explicou que “as obras de infra-estruturação estão a iniciar e os 48 lotes estão todos atribuídos”.

No Verão de 2021, a câmara conta ter a obra concluída, adiantou, referindo que será a zona industrial de maior dimensão do concelho, com 13 hectares.

“Uma vez que não tínhamos já lotes industriais disponíveis, o município sentia-se limitado na sua acção no que respeita à atracção de investimento”, declarou, considerando esta obra imprescindível.

Quanto à acção social, Célia Marques reconheceu que “será difícil alargar” os apoios que estão implementados.

“Não tem nada a ver com a pandemia, mas tínhamos perspectivada a revisão do regulamento de apoio socioeducativo, no sentido de alargar esses apoios”, disse, adiantando que no próximo ano o município “vai atribuir apoios para a frequência na creche e, também, pela primeira vez, lançar bolsas de estudo para estudantes do ensino superior”.

A autarca acrescentou que os transportes escolares e refeições são gratuitos no pré-escolar e 1.º ciclo, com o município a oferecer também as actividades da componente de apoio a família nos jardins de infância, além de apoiar a aquisição de material didáctico até ao 2.º ciclo.

O orçamento de 2021 foi aprovado na reunião do executivo de quinta-feira, pela maioria social-democrata.

Célia Marques, independente eleita pelo PSD, é presidente da Câmara de Alvaiázere desde Abril de 2015, quando o então líder do município, Paulo Tito Morgado, renunciou ao mandato.

Nas eleições autárquicas de 2017, foi a cabeça de lista do partido, ao qual já comunicou que não se recandidata.

“Foi-me perguntado pelo partido sobre a eventual disponibilidade para me recandidatar. Comuniquei que não o pretendo fazer”, afirmou à Lusa.


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com