21 de Outubro de 2020 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Lousã: Águas do Centro Litoral investe 1,5 milhões de euros na expansão do saneamento

15 de Outubro 2020

A Águas do Centro Litoral (AdCL) vai investir 1,5 milhões de euros no concelho da Lousã, com uma obra hoje consignada que inclui a construção de uma nova rede de saneamento nas freguesias de Serpins e de Foz de Arouce e Casal de Ermio.

Constituída por dois lotes, a empreitada abrange uma rede de saneamento com 7,4 quilómetros de emissários e estações elevatórias que vão drenar os efluentes para a estação de tratamento de águas residuais (ETAR) de Serpins-Rodas (lote A) e para a ETAR de Semide-Poisão (lote B), esta no vizinho município de Miranda do Corvo.

Na cerimónia de consignação da empreitada de execução do sistema elevatório e emissários, no salão nobre dos Paços do Concelho, o presidente da Câmara, Luís Antunes, salientou que este investimento da AdCL, com sede em Coimbra, “vai permitir rentabilizar e optimizar investimentos já feitos” pelo município da Lousã em diferentes freguesias.

Por sua vez, o presidente da Águas do Centro Litoral, Alexandre Tavares, disse que a obra assegura “a articulação entre os sistemas em alta e em baixa”, possibilitando “uma qualificação essencial do território”.

Com estas intervenções, que têm um prazo de execução de um ano, serão criados “pequenos sistemas mais eficientes e resilientes” na área do saneamento básico das populações, acrescentou Alexandre Tavares.

No caso do lote A, a empreitada vai permitir “drenar o efluente das povoações” de Tojal, Relvas, Outeiro, Cova do Barro e Moinhos, bem como uma parte da sede da freguesia de Serpins, “representando mais de 600 habitantes equivalentes”, segundo uma nota da AdCL.

“Um investimento de cerca de 575 mil euros que inclui a construção de um emissário e de um sistema elevatório ao longo do rio Ceira [afluente do Mondego], com cerca de 2,5 quilómetros de extensão, para a ETAR de Serpins-Rodas”, refere a empresa.

Inaugurada pela AdCL em 2008, esta estação de tratamento “já se encontra (…) a receber e a tratar o efluente de uma parte da freguesia de Serpins, representando 2.500 habitantes equivalentes”.

Com um investimento na ordem dos 800 mil euros, o lote B, em Casal de Ermio, “vai recolher o efluente de cerca de 1.300 habitantes equivalentes” das povoações de Casal de Ermio, Vale Sancho, Ceira dos Vales, Vale Escuro, Ponte e Videira para a ETAR de Semide-Poisão.

“A obra inclui a construção de aproximadamente 4,9 quilómetros de rede nova, tais com emissários, duas estações elevatórias intermédias e condutas elevatórias”, informa a AdCL.

A ETAR de Semide-Poisão, em actividade desde 2015, “foi dimensionada com capacidade para receber este acréscimo de caudal, através da ligação ao emissário já construído pela AdCL, em Foz de Arouce, conducente ao sistema elevatório” desta localidade.

A empreitada foi consignada à construtora Marsilop, enquanto a fiscalização dos trabalhos, com um investimento de 145 mil euros, foi confiada à empresa Rioboco.

O município da Lousã integra a Empresa Intermunicipal de Ambiente do Pinhal Interior (APIN), liderada provisoriamente pelo autarca Luís Antunes, vice-presidente do concelho de administração, e responsável desde Janeiro pelos serviços públicos de água, saneamento e resíduos sólidos urbanos numa dezena de concelhos.

LUSA

(Na foto, Alexandre Tavares e Luís Antunes)


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com