27 de Setembro de 2020 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Soure: ‘São Mateus’ começa depois de amanhã com lotação de 4.000 pessoas em simultâneo

15 de Setembro 2020

No recinto de oito hectares das Festas de São Mateus e Fatacis, em Soure, só vão poder estar 4.000 pessoas em simultâneo, determinou a organização, a cargo do Município, tendo em conta as limitações motivadas pela pandemia de covid-19. A média é de uma pessoa por cada 20 metros quadrados, explica o presidente da Câmara, Mário Jorge Nunes, sublinhando tratar-se de uma área bem acima do recomendado.

Este ano bastante condicionados pela crise sanitária, os tradicionais festejos decorrem entre depois de amanhã e o dia 21, apenas entre as 10h00 e as 20h00, centrados no Parque dos Bacelos e no Espaço 1111, numa área delimitada para permitir controlar o número de visitantes.

A feira generalista, as feiras da madeira, das nozes e das cebolas e a mostra de actividades Fatacis avançam, deixando de fora a feira das freguesias e os espectáculos musicais com artistas de renome.

“O período de pandemia que vivemos é algo que nos aconteceu no início deste ano, algo novo que nos está a fazer passar por um período de aprendizagem. Aquilo que a história e a sociedade nos ensinam é que o ser humano e as diversas sociedades têm-se adaptado ao longo da sua existência, culturalmente, pelas dificuldades, pelas oportunidades que nos vão surgindo em cada momento. Este é o momento de mantermos a nossa civilização, mantermos a nossa sociedade de acordo com o efeito pandémico sobre o qual estaremos sujeitos ainda durante largos meses. Portanto, temos de conviver com este futuro, com esta nova circunstância. Como diz a música dos UHF, é só mais um mau momento, mas nós não podemos morrer, não podemos acabar com tudo o que tínhamos, não podemos acabar com a nossa cultura, enfiarmo-nos em casa, porque assim a sociedade não funciona. Por isso, vamos continuar a celebrar o São Mateus como sendo uma feira franca centenária, com características que se foram mantendo com tradição ao longo dos últimos anos. Vamos manter o nome, mas o evento vai funcionar de forma totalmente diferente, vai funcionar para que tenhamos um contacto através das redes sociais, através da internet, através da rádio e da restante comunicação social, mas não vamos deixar de fazer. Não é que haja aqui qualquer teimosia parecida com outros festivais”, afirma o autarca, justificando a realização do evento num ano atípico.

A Fatacis poderá ter no máximo 80 expositores, menos de metade dos habituais 200, vai ser realizada totalmente ao ar livre, no Espaço 1111, ganhando área e ocupando a superfície anteriormente preenchida pelos carrosséis, este ano ausentes. A feira das madeiras irá funcionar no local tradicional, mas a feira das cebolas transita para a rua da Vitória e largo D. Manuel I, num espaço adjacente à feira das nozes, e terá um circuito pedonal único.

“A feira generalista decorrerá dentro do Parque dos Bacelos, onde em anos anteriores se realizavam os concertos musicais. Para aí serão encaminhados todos os feirantes que antes ficavam espalhados pela vila. Será um espaço fechado para se fazer um melhor controlo do funcionamento da mesma”, refere o autarca, adiantando que no recinto, onde será obrigatório o uso de máscara, serão colocados dezenas de dispensadores de álcool-gel. Na zona de restauração, as regras a cumprir serão idênticas às dos cafés, restaurantes e esplanadas no espaço público.

Na praça da República, em frente aos Paços do Concelho, decorrerão “simbolicamente” os espectáculos de animação do São Mateus, em recinto fechado, com lotação para menos de 200 pessoas. O acesso será gratuito, mas é necessário levantar ingresso nos estabelecimentos comerciais parceiros, na biblioteca municipal ou no Espaço Cidadão.

Serão cinco espectáculos com artistas locais, entre os dias 17 e 21, marcados para as 21h30 e transmitidos via online nos canais digitais do Município.

O autarca tem a expectativa de que “em cada dia seja atingido o máximo legal de visitantes, porque creio que as famílias também se vão saber adaptar a estes novos tempos e far-nos-ão uma visita ao longo dos dias da feira”.

A sessão solene comemorativa do Dia do Município mantém, a 21, com a intervenção dos representantes autárquicos e o agraciar de personalidades do concelho.

Para terça-feira (22), já sem feiras, está programada uma missa campal “para que se mantenha a tradição da romaria ao São Mateus”. O ancestral piquenique naquele dia também está previsto, uma vez que habitualmente decorre num contexto familiar, com distanciamento social.

Programa de espectáculos do São Mateus, na Praça da República:

Quinta-feira (17) – Grupo de Guitarras António Catarino

Sexta-feira (18) – Rockluso

Sábado (19) – GMB

Domingo (20) – Escola de Música Michael e Big School

Segunda (21) – Orquestra Ligeira 15 de Agosto Alfarelense


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com