5 de Agosto de 2020 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Tecnologia de microtecidos 3D vence Prémio Bluepharma/Universidade de Coimbra

7 de Julho 2020

Um projecto científico da Universidade de Aveiro que pretende desenvolver microtecidos 3D para descoberta e validação de fármacos venceu o Prémio Inovação Bluepharma / Universidade de Coimbra, foi hoje anunciado.

O projecto liderado por João Mano e Catarina Custódio, da Universidade de Aveiro, propõe-se “utilizar materiais à base de proteínas humanas”, como plataformas, para testar e avaliar fármacos, ao mesmo tempo que tem o potencial de reduzir o número de ensaios em animais, anunciou a Universidade de Coimbra.

O projecto permite “desenvolver materiais que mimetizam o ambiente humano tumoral”, podendo ser testados os fármacos directamente nos microtecidos construídos em laboratório, explicou João Mano, em declarações à comunicação social, à margem da cerimónia de entrega do prémio.

Segundo o investigador, a tecnologia permite encurtar o caminho “entre o desenvolvimento do fármaco e a validação pré-clínica”, ao mesmo tempo que também reduz em grande medida os testes em animais.

Para além disso, ao mimetizar o ambiente humano, a tecnologia permite eliminar problemas com testes em animais, em que o fármaco pode “funcionar num ratinho ou num coelho, mas para o humano não funciona”, vincou.

O projecto está focado na validação de fármacos para tumores – podendo até recorrer a tumores de um paciente específico – mas poderá ser aplicado noutras áreas, referiu.

De acordo com Catarina Custódio, a tecnologia irá permitir reduzir os custos e a morosidade nos processos de descoberta e validação de fármacos.

A equipa do projecto inclui também as investigadoras Sara Santos, Cátia Monteiro e Inês Deus.

Recebe um prémio monetário no valor de 20 mil euros, que no futuro poderá ainda traduzir-se num investimento suplementar de 30 mil euros.

A concurso, estavam 26 projectos, referiu a Universidade de Coimbra.

O presidente do júri, Fernando Seabra Santos, realçou a qualidade dos projectos a concurso, bem como a capacidade do prémio ter conseguido evitar olhar só para dentro da sua “paróquia”, ao atribuir o galardão a um projecto desenvolvido fora da instituição.

Já o reitor da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão, considerou que o projecto vencedor vai “ajudar bastante na investigação, especialmente na fase inicial”, ao mesmo tempo que apresenta alternativas à utilização de testes em animais.

Também na cerimónia, o presidente da Bluepharma, Paulo Barradas, realçou a importância que a empresa, sediada em Coimbra, dá à investigação e desenvolvimento, tendo hoje “cerca de 100 cientistas” a trabalhar nos seus laboratórios.

O Prémio Inovação Bluepharma / Universidade de Coimbra foi criado em 2003 com o objectivo de contribuir para o reconhecimento e divulgação da investigação científica na área das ciências da saúde em Portugal.

LUSA

 

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS
Director: Lino Vinhal  |  Director-Adjunto: Luís Carlos Melo
Contacte-nos: 919 246 800 | 239 943 302
jornalterrasdesico@gmail.com

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com