13 de Julho de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Covid-19: Cantanhede prepara alojamento de emergência com 100 camas

26 de Março 2020

A Câmara de Cantanhede criou uma base de apoio logístico com 50 camas para descanso de agentes de protecção e socorro, e um alojamento de emergência com 100 camas, neste caso para acolhimento de pessoas que precisem de permanecer em isolamento”.

A Protecção Civil de Cantanhede não accionou o Plano Municipal de Emergência, mas continua a adoptar medidas para prevenir a propagação do Covid-19 e a preparar respostas para “um eventual acentuar do surto epidemiológico” no concelho.

A Comissão Municipal de Protecção Civil de Cantanhede decidiu hoje, por unanimidade, não accionar ainda o Plano Municipal de Emergência, “atendendo a que estão a ser desenvolvidas as acções consideradas necessárias para fazer face às ocorrências” resultantes da pandemia no município, afirma uma nota da Câmara Municipal.

Está também “garantida a coordenação e comunicação necessárias à implementação de medidas adicionais e à activação imediata do referido plano caso venha a ser necessário”, explica a autarquia.

A decisão foi tomada durante uma reunião hoje daquela comissão, durante a qual foi feito “um ponto da situação relativamente às medidas já implementadas para prevenir a propagação” do novo coronavírus.

Na reunião foram também preparadas “respostas para um eventual acentuar do surto epidemiológico no concelho”.

“Em todo o caso, na situação que o país está a viver, não podemos facilitar, temos de ter no terreno meios que possam ser accionados rapidamente e em tempo útil caso venham a ser necessários”, sublinha, citada no mesmo comunicado, a presidente da Câmara, Helena Teodósio.

“Mas trata-se apenas de uma medida cautelar, para não sermos apanhados desprevenidos caso a situação epidemiológica se agrave, sendo certo que a nossa esperança é que não venha a ser preciso nada do que tem vindo a ser preparado para responder a uma eventual agudização da crise”, destaca Helena Teodósio.

No concelho de Cantanhede “toda a gente está muito consciente do que é preciso fazer para prevenir a propagação do vírus, de um modo geral o comportamento das pessoas tem sido absolutamente exemplar”.

“E eu tenho a certeza de que assim vai continuar a ser”, assegura a autarca.

Cantanhede já tem em curso, no entanto, “a constituição de reservas de recursos humanos e de meios materiais, com especial relevância para os equipamentos de protecção individual, de modo a garantir uma reserva estratégica em situação de crise, processo em que está a investir adquirindo directamente esses materiais e equipamentos para reforçar o que está previsto receber a esse nível”, no âmbito da Comunidade Intermunicipal (CIM) Região de Coimbra, adianta a Câmara.

A Protecção Civil de Cantanhede “dispõe nesta altura de um centro de operações municipais para acompanhamento e monitorização da situação epidemiológica no território do concelho”, conclui a nota da autarquia.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infectou mais 480 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram perto de 22.000.

Em Portugal, registaram-se 60 mortes, mais 17 do que na véspera (+39,5%), e 3.544 infecções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direcção-Geral da Saúde, que identificou 549 novos casos em relação a quarta-feira (+18,3%).

Dos infectados, 191 estão internados, 61 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram.

LUSA


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM