21 de Fevereiro de 2020 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Condeixa: Câmara abre inquérito a denúncias de maus tratos no canil municipal

14 de Fevereiro 2020

A Câmara de Condeixa anunciou a abertura de um inquérito para “apurar a veracidade” de alegados actos de maus tratos a animais no canil municipal.

“Na sequência das denúncias apresentadas pela direcção da associação Condeixa Patudos, relativas a alegados actos ocorridos no interior das instalações do Canil Municipal de Condeixa, determinou, com efeitos imediatos, a abertura de um procedimento interno de averiguações, tendo em vista apurar a veracidade de todos os actos denunciados”, informa uma nota do gabinete da presidência, sublinhando que “em face do que vier a ser apurado no referido processo de inquérito serão, seguramente, tomadas as decisões adequadas, bem como, se assim se justificar, enviados os seus resultados para os meios criminais competentes”.
Na mesma nota é salientado que “a Câmara Municipal de Condeixa não compactua com quaisquer situações que ponham em causa a protecção e o bem-estar animal, nem aceitará a impunidade de denúncias que se revelem caluniosas, pedindo-se a necessária serenidade enquanto decorre o processo interno de averiguações”.

No início desta semana, na rede social Facebook, aquele associação de protecção animal havia denunciando a existência de “cães mancos”, “dois apareceram mortos”, cães que de um dia para o outro mudam o comportamento ficando com medo”. “Esta tem sido a nossa realidade ultimamente no Canil de Condeixa (…) Alguém anda a dar pontapés aos cães, pois não pode ser coincidência andarem a aparecer tantos cães a manquejar… assustados e retraídos. O que se passa?”, questionava a mesma publicação, solicitando a tomada de “providências urgentes” por parte das entidades competentes.

Ao TERRAS DE SICÓ, Olga Ruth, responsável pela associação Patudos, esclarece que as suspeitas de maus tratos recaem sobre o funcionário municipal de serviço ao canil. Este, ao que apurámos, foi entretanto afastado de funções naquele espaço, pelo menos enquanto decorre o referido inquérito.


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com