13 de Julho de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Novo coro Coimbra Vocal estreia-se com concerto na cidade em 8 de Fevereiro

29 de Janeiro 2020

O Coro Coimbra Vocal, recentemente formado, no âmbito da Associação Pautas e Reflexos, apresentará o concerto de estreia no dia 8 de Fevereiro, no Grande Auditório do Conservatório de Música de Coimbra, às 21h30, foi hoje anunciado.

“Constituído por um grupo de coralistas amadores, com experiência em vários coros da cidade”, o Coimbra Vocal tem direcção artística de “quatro reconhecidos profissionais da música e do canto”: Isilda Margarida, Rodrigo Carvalho, Carla Pais e Raquel Resende.

A Pautas e Reflexos foi fundada em 11 de Setembro de 2019 e a sua “principal motivação foi a de criar um grupo vocal versátil que pudesse interpretar um repertório ecléctico, no sentido de contribuir para a educação para a arte, para a captação de novos públicos e servisse de estímulo à criação artística”, afirma uma nota da associação enviada hoje à agência Lusa.

Além de “levar a música coral a um público cada vez mais alargado”, o novo grupo vocal assume como missão apresentar “obras corais ainda não estreadas em Portugal, bem como explorar as fronteiras entre música coral, outras formas musicais e mesmo outras formas de expressão artística”.

No primeiro ano de actividades, o Coimbra Vocal apresentará diversos concertos em Coimbra e noutras localidades do país, prevendo também a Associação Pautas e Reflexos a realização de “projectos participativos abertos a todos os coralistas que [neles] desejem participar”.

No concerto inaugural, o Coimbra Vocal divulgará música de dois compositores contemporâneos, que têm vindo a “dedicar-se em especial à composição de obras sacras e de índole espiritual para coro e orquestra”.

Na primeira parte do espectáculo, o público será convidado a “uma meditação poética e musical sobre o sofrimento humano e a sua possível redenção”, através de duas canções de Morten Lauridsen, interpretadas pelo barítono Rodrigo Carvalho, e baseadas em poemas de Dana Giogia e James Agee.

Na segunda parte, o Coimbra Vocal e a soprano Carla Pais, acompanhados por ensemble instrumental e dirigidos pela maestrina Isilda Margarida, interpretarão o ‘magnificat’ do compositor norueguês Kim André Arnesen – “sendo este, por definição, um hino litúrgico de esperança que celebra a maternidade e a renovação trazida pelo nascimento de um novo ser”, refere a associação.

Os bilhetes para o espectáculo de estreia do Coimbra Vocal (10 euros), estão à venda na bilheteira on-line BOL, adianta a Associação Pautas e Reflexos.

LUSA


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM