13 de Junho de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Mau tempo:Restabelecida circulação ferroviária entre Louriçal e Figueira da Foz

17 de Outubro 2018

A circulação ferroviária entre Louriçal e Bifurcação de Lares/Bifurcação de Verride, na Linha do Oeste, que liga Sintra à Figueira da Foz, foi restabelecida na terça-feira, depois de ter estado suspensa devido ao mau tempo.

Fonte da Infraestruturas de Portugal disse hoje à Lusa que a circulação foi restabelecida na terça-feira à noite depois de ter estado suspensa devido a falhas de energia provocadas pela passagem da tempestade Leslie durante o fim-de-semana, que afectou principalmente os distritos da zona centro do país, Coimbra e Leiria.

Na terça-feira de madrugada já tinha sido retomada a circulação ferroviária entre Alfarelos e a Figueira da Foz, no Ramal de Alfarelos, no distrito de Coimbra.

As rajadas de vento forte originadas pela passagem da tempestade Leslie provocaram o corte no fornecimento de energia e danos em estações e apeadeiros.

Na sequência das “condições meteorológicas extremamente adversas”, foram registadas ocorrências de danos na infraestrutura rodoviária, que obrigou à interrupção da circulação total ou parcial em vários troços da rede ferroviária nacional.

Segundo a IP, estes incidentes foram registados maioritariamente nos troços localizados nos distritos da zona centro do país, Coimbra e Leiria.

Durante o fim de semana a circulação ferroviária esteve interrompida na Linha do Norte, entre Pombal e Pampilhosa, na Linha da Beira Alta, entre Pampilhosa e Contenças, no Ramal da Lousã, entre as estações de Coimbra e Coimbra B, no Ramal de Alfarelos, troço entre Alfarelos e Figueira da Foz e na Linha do Oeste entre Caldas da Rainha e Figueira da Foz.

Na origem dos problemas estiveram a queda de árvores e ramos, ou outros objectos de maior dimensão, que provocaram a ocupação da via e danos ao nível da catenária.

A passagem do furacão Leslie por Portugal, no sábado e domingo, onde chegou como tempestade tropical, provocou 28 feridos ligeiros e 61 desalojados.

A Protecção Civil mobilizou 8.217 operacionais, que tiverem de responder a 2.495 ocorrências, sobretudo queda de árvores e de estruturas e deslizamento de terras.

O distrito mais afectado pelo Leslie foi o de Coimbra, onde a tempestade, com um “percurso muito errático”, se fez sentir com maior intensidade, segundo a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC).

LUSA


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM