13 de Junho de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Mau tempo: Pombal reclama cerca de cinco milhões de euros de prejuízos

19 de Outubro 2018

A Câmara Municipal de Pombal reclama cerca de cinco milhões de euros de prejuízos pela passagem da tempestade Leslie, no sábado à noite, disse à Lusa o presidente da autarquia.

Segundo Diogo Mateus (PSD), os prejuízos ainda estão a ser calculados, mas até ao momento a autarquia calculou estragos no valor de 4,4 milhões de euros, valor que poderá chegar aos 5,8 milhões de euros se “forem contabilizados os danos nas 200 habitações do concelho”, refere Diogo Mateus.

“Estas 200 habitações ainda não têm ainda avaliação de custos calculada, prevendo-se que poderá ser de aproximadamente 1 milhão de euros”, sublinhou.

De acordo com o ponto da situação realizado hoje pelas 11h30 pelo município de Pombal, a autarquia tem um prejuízo de 380.195 euros por danos em infraestruturas públicas com o registo de prejuízos em viaturas, sinalética, infraestruturas de saneamento básico e drenagem pluvial, mobiliário urbano e edificado.

No que toca a danos registados em equipamentos e infraestruturas sociais, como instituições particulares de solidariedade social ou associações culturais desportivas, há a registar até ao momento prejuízos superiores 438.615 euros.

Resultante do levantamento de danos em empresas e unidades económicas feito até ao momento, já foi possível apurar prejuízos de cerca de 3,6 milhões de euros, com destaque para as perdas maiores na produção agrícola, nomeadamente em estufas e produção hortícola, com uma estimativa de impacto em cerca de 17 a 20 hectares de produção.

O município acrescenta ainda que se estimam prejuízos de 75.000 euros em três habitações permanentes com desalojados e 381.508 euros com 37 habitações permanentes sem desalojados.

Numa nota enviada à Lusa, a Câmara de Pombal informa que disponibilizou desde a passada segunda-feira um “conjunto de formulários para registo de várias situações relacionadas com prejuízos em empresas, unidades económicas, habitações permanentes, etc”.

Foram também disponibilizados, “desde a primeira hora, todos os técnicos disponíveis para fazer um levantamento das necessidades primárias e para responder às questões mais prementes”.

O município refere ainda que conta com a colaboração das Juntas de Freguesia, “que se encontram também a fazer um levantamento mais exaustivo junto das suas populações e tecido empresarial e social/recreativo, pelo que os dados são ainda provisórios”.

Imediatamente a seguir à passagem da tempestade Leslie, a Câmara “manteve sempre em aberto a linha de contacto com os responsáveis da EDP na procura de soluções para os problemas relacionados com a energia eléctrica”.

A principal preocupação foi a “desobstrução das principais vias do concelho”, o que se verificou pelas 07h00 de domingo.

“O foco do município manteve-se na garantia do normal funcionamento da Rede de Abastecimento de Água, reforçando o fornecimento de energia eléctrica na Estação de Tratamento de Água e nos furos de captação”.

Foi uma preocupação desde o início “manter as condições de segurança no acesso às escolas e equipamentos de saúde e de acção social, permitindo que, na segunda-feira, estes equipamentos pudessem abrir dentro da normalidade possível, tendo em conta o resultado da passagem da tempestade”.

Na segunda-feira, “todos os jardins-de-infância e escolas do 1.º ciclo do concelho abriram e permitiram aos alunos terem aulas”.

A passagem do furacão Leslie por Portugal, onde chegou como tempestade tropical, provocou 28 feridos ligeiros e 61 desalojados, 57 dos quais no distrito de Coimbra.

Durante uma visita, na terça-feira, a alguns dos locais atingidos pelo temporal no concelho de Condeixa, o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, assegurou que vão existir os recursos necessários para apoiar as populações e as autarquias afectadas pela tempestade Leslie.

LUSA


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM