29 de Fevereiro de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Mau tempo: Autarquia de Condeixa confirma prejuízos de quatro milhões de euros

19 de Outubro 2018

Os prejuízos provocados pela tempestade Leslie no concelho de Condeixa ascendem a cerca de quatro milhões de euros, de acordo com um primeiro levantamento, com estragos avultados em equipamentos municipais, em empresas e habitações, confirmou hoje a autarquia.

Segundo a edilidade, a contabilidade dos danos ainda não está fechada e admite-se que possa superar aquele valor, pelo que se mantém a recolha das declarações de prejuízos das habitações danificadas, num formulário já disponibilizado nas Juntas de Freguesia e no sítio da internet da Câmara Municipal, o qual poderá ser enviado para o email prejuizos.leslie@cm-condeixa.pt ou entregue em qualquer um daqueles locais até ao dia 23 de Outubro.

“É importante que quem seja detentor de seguro que o accione para uma mais célere resolução da situação embora confiemos que as populações afectadas nesta calamidade não serão esquecidas pela Administração Central”, refere Nuno Moita, presidente da Câmara Municipal.

As infra-estruturas e equipamentos municipais sofreram danos avaliados em perto de um milhão de euros, sendo que cerca de 700.000 euros dizem respeito às piscinas municipais, onde as fortes rajadas de vento destruíram duas fachadas e toda a cobertura. A reparação do edifício poderá demorar entre quatro a cinco meses, ponderando a autarquia adjudicar a obra por ajuste directo para agilizar a reabertura.

Os prejuízos mais elevados – cerca de 2,5 milhões de euros – verificaram-se em empresas de diversos sectores de actividade, excluindo o sector agrícola, cujos danos, designadamente em estufas, representam cerca de 400.000 euros. “Estes valores dizem respeito apenas a prejuízos directos, faltando ainda contabilizar as perdas de matéria-prima e de produção, porque muitas destas empresas tiveram que interromper a actividade por falta de condições”, salienta o autarca.

Há ainda a registar as consequências da forte tempestade em habitações e outras edificações que ascendem a cerca de 150.000 euros, tendo havido necessidade de realojar cinco famílias.

“Gostaria de deixar uma palavra de apreço à fantástica capacidade de resiliência dos condeixenses que no domingo, logo depois da tempestade, iniciaram a tarefa de repor a normalidade nas suas vidas e nas suas habitações. Há aldeias que foram um verdadeiro exemplo de solidariedade onde todos se ajudaram para fazer face às adversidades da noite de sábado”, refere o autarca.

 

(Foto: Pedro Gonçalves)


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM