27 de Fevereiro de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Mais de 1,9 milhões de euros aprovados para apoiar 20 pequenas empresas de Sicó

21 de Setembro 2018

Vinte candidaturas de pequenas empresas, que correspondem a um investimento superior a 1,9 milhões de euros e prevêm criar 29 postos de trabalho, foram aprovadas no território das Terras de Sicó no âmbito da primeira fase do Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego (SI2E), cujos promotores assinaram ontem, no Hotel Ansiturismo, em Ansião, os Termos de Aceitação.

“O SI2E veio preencher um grande lapso no sistema de incentivos às empresas, que vai de encontro ao pequeno investimento para as empresas melhorarem as suas condições”, realçou Luís Matias, presidente da Associação de Desenvolvimento Terras de Sicó, considerando que “claramente acertaram na ferramenta e no instrumento que fazia falta às empresas, porque são efectivamente as pequenas empresas que geram mais emprego”.

Todavia a dotação é “insuficiente”. “Para as três fases do SI2E tínhamos uma dotação do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) de 650.000 euros, mas só na primeira fase tivemos uma procura de investimento de 1.797.000 euros, portanto esgotámos logo a dotação”, lamentou Luís Matias, constatando que “a procura claramente superior à oferta” indicia que “o FEDER é ajustado, mas insuficiente”.

Porém, a presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Ana Abrunhosa, garantiu que “não vai faltar dinheiro para os bons projectos”. “Apesar das verbas iniciais para o investimento parecerem insuficientes, não vai faltar FEDER para todos os projectos que sejam elegíveis”, assegurou aquela responsável, salientando que “já estamos a reforçar as verbas” para “o pequeno comércio local, para os pequenos restaurantes, para os pequenos projectos de turismo…”, que “são determinantes para o desenvolvimento dos territórios”. Afinal, “são a nossa base local e social, sendo por isso muito importantes para reter as pessoas nestes territórios e para atrair novas pessoas”.

Aliás, “a maioria das candidaturas já está em fase final de análise” e “temos o compromisso de tomar uma decisão sobre todas as candidaturas até final de Outubro, até porque depois queremos abrir novos avisos e não o podemos fazer enquanto não fecharmos estes”, frisou.

Desta forma, “numa segunda fase está prevista a criação de mais 21 postos de trabalho e mais de um milhão de euros de investimento” nos seis concelhos que compõem as Terras de Sicó, sendo que na totalidade das “três fases temos considerado um investimento total de 4,5 milhões de euros, onde está prevista a criação de mais de 50 postos de trabalho”, destacou Luís Matias.

De referir que no total da região Centro “foram apresentadas 3.364 candidaturas”, que correspondem a um “investimento de cerca de 288 milhões de euros”, tendo sido aprovadas 660 candidaturas, que correspondem a um investimento de cerca de 25 milhões de euros, frisou Ana Abrunhosa, adiantando que na CCDRC “a nossa prioridade é de facto ajudar os territórios mais frágeis a desenvolverem-se”, pelo que “espero das Terras de Sicó bons projectos”.

CARINA GONÇALVES

(Na foto, o empresário Alfredo Moreira, proprietário do Hotel Ansiturismo, a assinar os Termos de Aceitação na presença de Ana Abrunhosa e Luís Matias)


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM