13 de Junho de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Falta de funcionários nas escolas de Pombal preocupa Associação de Pais

27 de Setembro 2018

A Associação de Pais de Pombal (APP) queixa-se do “défice de auxiliares (assistentes operacionais) nas nossas escolas”, pelo que solicitou esta semana a convocatória do Conselho Geral (CG) do Agrupamento, na expectativa de conseguir pressionar as entidades competentes para resolver o problema. A reunião do CG já está marcada para a próxima segunda-feira, 1 de Outubro.

De acordo com a APP, “há um défice de oito [assistentes operacionais], a que acrescem cinco de baixa médica e dois que pediram aposentação”, que afecta sobretudo as escolas Marquês de Pombal, Secundária de Pombal, Conde Castelo Melhor e Centro Escolar de Pombal.

Assim, com vista a colocar na mesa “um conjunto de preocupações dos pais neste início de ano lectivo”, a APP reuniu esta semana com a direcção do Agrupamento de Escolas de Pombal (AEP), que garantiu aos encarregados de educação que “os organismos do Ministério da Educação (ME) estão cientes do problema, que tarda resolver, alegadamente nas mãos do Ministério das Finanças, que autoriza a contratação”.

De referir que o agrupamento tem um total de 2.897 alunos (22 com necessidades educativas especiais), distribuídos por 140 turmas, no total dos 13 edifícios escolares, sendo que este ano recebeu oito novas turmas, a maioria de alunos provenientes dos colégios privados do concelho. “Esse acréscimo de turmas traduziu-se num início de ano atribulado para muitas turmas, sobretudo nas escolas Marquês de Pombal (este ano com quase 800 alunos) e Secundária de Pombal”, refere uma nota da APP, que manifestou a sua “preocupação face a este problema, que atinge especialmente os alunos do ensino articulado”.

Por sua vez, a direcção do AEP justifica as alterações com a falta de salas para tantas turmas (32 turmas para 28 salas) e com o atraso por parte do ME na autorização de algumas, nomeadamente por causa do desdobramento, ao abrigo da flexibilidade agora em vigor.

A APP adianta também que “vários pais nos fizeram chegar a preocupação com a distribuição de cacifos para os alunos, nas escolas Marquês de Pombal e Secundária”, que segundo Isilda Gameiro, coordenadora da Marquês de Pombal, estão a ser atribuídos, desde o dia 19, sendo que cada cacifo tem de ser partilhado por dois alunos. No seguimento desta preocupação, a Associação de Pais aproveitou para alertar para a “violência do peso das mochilas – sobretudo dos alunos mais novos – de onde resultarão, no futuro, consequências graves para a saúde”, pelo que reforçou a importância de deixar alguns manuais nos cacifos.

A APP informa ainda os pais e a comunidade que, a partir da próxima segunda-feira (1), entram ao serviço quatro mediadores de etnia cigana (dois casais), que rotativamente vão apoiar na vigilância e comunicação, nas escolas Marquês de Pombal, Conde Castelo Melhor e Centro Escolar de Pombal. Trata-se de uma medida apoiada pelo Município de Pombal, ao abrigo do programa Escolhas, que terá a duração (para já) do presente ano lectivo.

“O agrupamento é enorme e precisa do envolvimento de todos”, realça a APP, que está a reunir os contactos dos representantes de pais de todas as turmas para marcar, tão breve quanto possível, uma reunião do Conselho Consultivo.


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM