29 de Novembro de 2022 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Luís de Matos coordena candidatura de Coimbra Capital Europeia da Cultura 2027

5 de Junho 2018

O mágico Luís de Matos coordena a equipa que vai elaborar a candidatura de Coimbra a Capital Europeia de Cultura 2027, anunciou hoje o presidente do município, que pretende um processo que agregue a região.

Além de Luís de Matos, a equipa é constituída pelo médico e presidente do PSD Coimbra, Nuno Freitas, pelo deputado municipal da CDU e antigo diretor do Conservatório, Manuel Rocha, pelo vice-reitor da Universidade de Coimbra (UC) para a área do turismo, Luís Menezes, pelo presidente da distrital do PSD de Leiria, Rui Rocha, pelo antigo diretor regional da Cultura do Centro, António Pedro Pita, e pela antiga vice-reitora da UC Cristina Robalo Cordeiro.

O presidente da Câmara de Coimbra, o socialista Manuel Machado, sublinhou que a candidatura liderada por Coimbra deve ter “uma dimensão agregadora regional, uma vez que um projecto alargado e sustentado desta natureza beneficiará todo o território da região e o país, ao mesmo tempo que, do ponto de vista externo, sairá valorizado pela ampliação da sua escala e pela junção dos inúmeros atractivos dos municípios vizinhos”.

“Esta não será uma candidatura pessoal ou individual, não poderá nunca ceder a caprichos, nem poderá ser nunca uma candidatura eleitoralista ou populista. É uma candidatura que terá de unir e reunir toda a cidade em consensos alargados. É uma candidatura para valorizar Coimbra, a região e o país”, vincou, durante o discurso de apresentação da equipa, que decorreu no Convento São Francisco, recordando que, em Junho de 2017, a Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra deliberou, por unanimidade, apoiar esta candidatura.

Segundo Manuel Machado, a candidatura só pode resultar de um processo “alargado e conjunto”, partilhado entre municípios, instituições locais e regionais, agentes culturais e turísticos e a sociedade civil.

O autarca referiu ainda que, além de trabalhar para a Capital Europeia da Cultura 2027, é importante pensar os anos seguintes, não querendo que a iniciativa se inscreva numa movimento de “eventos efémeros que pouco ou nada deixam”.

Questionado pela agência Lusa, Manuel Machado afirmou que “é natural” que Luís de Matos possa depois ser o coordenador do evento, caso Coimbra seja a candidatura vencedora.

A selecção da equipa foi feita sob a responsabilidade do autarca, mediante a “motivação e disponibilidade das pessoas”, explicou, referindo que a escolha de Rui Rocha, que diz ter sido um “excelente autarca ligado ao associativismo e ao poder local”, mostra “que não há exclusivismos”.

Sobre a ausência dos principais agentes culturais da cidade na apresentação da candidatura, o edil optou por não comentar.

Também Luís de Matos frisou que esta é uma candidatura “inclusiva”, referindo que serão feitas consultas públicas “à procura de ideias” e será dado conta, de forma regular, dos trabalhos em curso elaborados pela equipa.

Questionado pela Lusa se já há um tema associado a candidatura, o mágico afirmou que a ideia “fundamental”, neste momento, “é um convite a todos para se juntarem a nós”.

Criada em 1985 pela Comissão Europeia, a “Capital Europeia da Cultura” é considerado o maior evento cultural da Europa. Entre as 58 cidades que já acolheram o evento encontramos as mais importantes do panorama europeu: Atenas, Florença, Amesterdão, Berlim, Paris, Glasgow, Dublin, Madrid, Copenhaga, Estocolmo, Bruxelas, Praga, Istambul, Liverpool, Marselha.

Lisboa foi Capital Europeia da Cultura em 1994, o Porto, em 2001 e, Guimarães, em 2012.

LUSA


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM