30 de Novembro de 2022 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Soure: Fases finais de provas nacionais de bilhar reúnem 600 atletas

11 de Maio 2018

As fases finais da taça de Portugal e campeonatos nacionais de bilhar começaram hoje em Soure, decorrem durante seis semanas e reúnem cerca de 600 participantes, desde os maiores clubes nacionais até pequenas agremiações, foi hoje anunciado.

As competições abrangem três variantes da modalidade – snooker, pool e pool português – individual e por equipas e, de acordo com Ricardo Salgado, presidente da Federação Portuguesa de Bilhar, este “é o momento mais importante” da época desportiva.

Reúne, quer os melhores atletas nacionais, em representação de clubes como o Sporting, FC Porto, Benfica, Sporting de Braga, Académica ou Leixões, entre outros, “até às mais pequeninas agremiações dos meios rurais, onde há um maior convívio entre todos os atletas”, indicou o responsável federativo.

Hoje começou o campeonato nacional de snooker individual, que de acordo com os especialistas é a modalidade mais difícil e a que menos praticantes tem em Portugal, mas é a “mais mediática a nível internacional”, que se joga em mesas maiores e onde os jogadores têm de embolsar, à vez, bolas vermelhas intercaladas com bolas coloridas.

As competições, que decorrem num hotel na localidade de Bicanho, freguesia de Samuel, incluem ainda as vertentes de pool português, considerada a prova rainha da modalidade e que se joga popularmente em associações e cafés e “a que tem mais equipas e mais participantes”, e o pool dito normal, com nove ou dez bolas que tem de ser embolsadas por ordem, nas séries grande e pequena.

O presidente da autarquia de Soure, Mário Nunes, afirmou que os eventos, que são de entrada livre, irão reunir cerca de mil pessoas “dedicadas à modalidade”, entre atletas e acompanhantes, e sublinhou a “dimensão importante” da competição para o concelho.

Na ocasião, a autarquia assinou um contrato-programa com a Federação Portuguesa de Bilhar, válido para este ano, que inclui ações de desenvolvimento da modalidade junto da comunidade escolar: “O bilhar também implica assimilar um conjunto de regras, disciplina, trabalho em equipa. Um jovem que assimile isto está a valorizar a sua formação”, argumentou o autarca.

O acordo hoje assinado representa um apoio financeiro de seis mil euros e Mário Nunes disse esperar que as finais nacionais de bilhar possam regressar em 2019 a Soure.

“Já está lançado o repto”, frisou.

Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal, frisou as dimensões “importantes e decisivas” do evento na atracção de competições desportivas para a região e o seu carácter “duradouro”.

“Este tem uma durabilidade que, no sentido positivo, rebenta com tudo o que são períodos de permanência nos nossos territórios. Pode ser um antídoto para o problema de ainda não termos chegado às duas noites de média de estadia”, frisou Pedro Machado.

O presidente do Turismo Centro de Portugal manifestou ainda a disponibilidade da entidade que dirige em vir a “acompanhar” a autarquia de Soure num futuro apoio financeiro às finais nacionais de bilhar “para que os campeonatos aqui possam permanecer”, afirmou.

LUSA

Gil Soares, vereador da Câmara de Soure; Ricardo Salgado, presidente da Federação Portuguesa de Bilhar; Mário Jorge Nunes, presidente da Câmara Municipal de Soure; Pedro Machado, presidente da Turismo do Centro; Américo Nogueira, vereador da Câmara de Soure; e Óscar Pereira, vice-presidente da Federação Portuguesa de Bilhar,  hoje na apresentação das provas


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM