28 de Novembro de 2022 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Paulo Júlio

Responsabilidade política

18 de Maio 2018

Estamos em Maio e considerando o que tem vindo a público, sobre a preparação da próxima época de Verão, nomeadamente no sistema de defesa da floresta contra incêndios, temos, no máximo, mais do mesmo. É preocupante.

Depois de tudo o que se passou, temos responsáveis no espaço público que com mais informação do que qualquer um dos cidadãos, afirmam que “valha-nos São Pedro”. Na semana passada, um dos jornais nacionais publicou um e-mail do Comandante de uma das forças especiais da GNR, a pedir compreensão porque provavelmente não haveria EPI (Equipamentos de Protecção Individual) para todos.

O Governo decidiu – não vamos aqui discutir essa parte – aumentar os efectivos de cerca de 600 para mais de 1.100 homens. Mas, o resto ficou algures estacionado e agora não haverá carros preparados para estas novas unidades antes de Agosto, e faltam EPI. Isto, num país civilizado, é motivo de explicações seja da Guarda Operacional, seja da Tutela, porque os cidadãos querem perceber as razões.

Isto acontece num dos temas literalmente mais quentes da sociedade e da política, tendo o Presidente da República vindo dar o recado de forma muito clara. Se houver outro desastre, não segura ninguém e ele próprio não se candidatará. Na realidade, neste assunto, não há espaço, nem tolerância. Aliás, ninguém quer sequer pensar que poderão acontecer mais mortes, mais casas e fábricas a arder. Mas, temos medo. E, pior do que isso, não confiamos.

Há guerras internas entre estruturas, o quarto Comandante Nacional Operacional da Protecção Civil, dos últimos 16 meses, demitiu-se há dias porque não se entendia com os Bombeiros e, provavelmente, era mais um peixe fora de água, que não percebeu que uma coisa é ser comandante de uma Guarda Operacional, outra coisa é ter de coordenar forças que não lhe devem ordens. Pelos vistos, além disso, também terá uma licenciatura que afinal não é nada, o que lhe retira a base para poder ter sido escolhido. Mas, alguém o escolheu. Apesar disso, foi ver o Ministro dar a cambalhota em frente e elogiar o próximo Comandante. Agora é que vai ser porque estamos em Maio e o calor vai apertar. Vamos ver.

A vida não está fácil para o Governo e para o PS que agora, de uma forma meia atabalhoada, criticam Sócrates. Há um desafio a fazer a todo o Partido Socialista. Devem recordar-se todas as afirmações sobre as políticas seguidas, nomeadamente as que conduziram ao resgate financeiro de 2011.

Para mim, não há questões jurídicas, há questões políticas que foram defendidas à náusea por muitos dos que agora nos governam, mas que, afinal, há motivo eventual para vergonha e reflexão. Bem sei que tudo tem alguns  anos, mas aquele Governo defendeu em uníssono políticas de investimento público nacional com pouco controlo, defendeu determinadas nomeações para cargos que permitiam autorizar empréstimos faraónicos sem as garantias devidas e que acabaram por conduzir a dívidas colossais, agora, pagas por todos os contribuintes.

Não, não acho que sejam todos iguais. Não são todos iguais. Conheço alguns e tenho-os por pessoas honestas, independentemente de se terem sentado à mesma mesa com quem tem de se defender, nos tribunais, deixando cumprir o curso da justiça. Falo de política. P-O-L-Í-T-I-C-A. E nesse campo, estão todos do mesmo lado e foram todos responsáveis porque não se demitiram. Não só não se demitiram, como na primeira oportunidade descolaram do programa da Troika que chamaram e que assinaram. Negaram e voltaram a negar responsabilidades no descalabro das finanças públicas.

É sobre isso que Portugal tem de discutir porque é esse o PS que está no governo e na Assembleia da República. E, sim, também estamos a falar de regime, de ética e dos valores da República que o Partido Socialista é tão cioso, mas cujo património está a ser arrasado.


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM