22 de Julho de 2024 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Prisão preventiva para homem que matou a mulher em Ansião

2 de Maio 2018

 O homem que matou a mulher na passada segunda-feira em Ansião vai aguardar julgamento em prisão preventiva, determinou hoje o juiz de instrução criminal.

Fonte da Directoria do Centro da Polícia Judiciária (PJ) disse à agência Lusa que o arguido aguarda o desenrolar do inquérito em prisão preventiva, a medida de coacção mais gravosa.

Ambos surdos-mudos, ela de 49 anos, ele com 55 e ciumento. Muito. Uma discussão logo pela manhã, na habitação do casal, na Rua da Biblioteca, na vila de Ansião, acabou em tragédia. António atingiu Arminda com um tijolo na cabeça e matou-a, esmagando-lhe parcialmente o crânio. Depois, saiu de casa e ainda com a roupa ensanguentada foi confessar o crime ao posto da GNR, que se pôs em campo e encontrou o corpo da mulher na sala da residência, confirmando o pior cenário.

Arminda Domingues fazia limpezas em espaços municipais de Ansião, ao abrigo de um programa ocupacional, e em casas particulares, enquanto António Fernandes trabalha num lar. Pais de uma estudante universitária de 19 anos, que pouco antes do macabro crime rumara às aulas de Medicina em Coimbra.

Bombeiros e INEM ainda foram chamados ao local mas não havia nada a fazer. O corpo de mais uma vítima de violência doméstica foi transportado para o Instituto de Medicina Legal para a realização da autópsia, sendo o funeral realizado amanhã à tarde para o cemitério de Santiago da Guarda.

O homicida foi detido pela Polícia Judiciária para apresentação a um juiz, que determinou hoje a prisão preventiva.


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM