4 de Dezembro de 2022 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Batalha da Redinha comemora 207 anos

2 de Março 2018

A freguesia da Redinha vai reviver um “marco histórico”, no próximo dia 11 de Março, com a encenação e homenagem aos mortos em combate durante as invasões francesas, um evento integrado nas comemorações dos 207 anos da Batalha da Redinha. Para o presidente da Junta, Paulo Duarte, trata-se do “principal evento que ocorre na freguesia”, pelo que “pretendemos, não só manter a sua organização, como também até reforçá-lo e melhorá-lo”.

“É um evento muito importante, quer pela sua dimensão, quer pela capacidade de atracção de pessoas à freguesia” considera Paulo Duarte, salientando que este é um certame não apenas de âmbito regional, mas que já se estendeu a nível nacional, envolvendo vários parceiros na sua organização, nomeadamente a Junta de Freguesia, a Câmara Municipal, o Rancho Folclórico da Redinha, o Grupo de Danças e Cantares de Pousadas Vedras e o Museu do Ciclismo de Caldas da Rainha.

O programa das comemorações contempla um conjunto de actividades religiosas, culturais, desportivas e de animação, que começa às 9h00 de domingo (11) com uma “missa em memória dos militares e civis que tombaram nos campos da Redinha” e a abertura da Feira de Antiguidades, Artesanato e Doçaria Regional. Vendedores e expositores de todo o país trazem um leque de produtos bastante variado, como artigos etnográficos, coleccionismo, peças de cerâmica, latoaria, diversos utensílios domésticos e ainda uma multiplicidade de livros. Já na parte dos produtos regionais, pode-se encontrar doçaria, compotas, licores, enchidos, queijos e ainda artesanato.

Uma caminhada pelas margens do Rio Anços (9h15) marca o arranque das actividades desportivas, das quais se destaca um passeio de bicicletas antigas e trajes da época no desfile de ciclismo etnográfico. De salientar que estas duas iniciativas são de carácter solidário, com as receitas das inscrições (3,50 euros cada) a reverterem a favor da Comissão Fabriqueira da Igreja de S. Francisco “com o objectivo de melhorar a igreja, que no minímo merecia ser pintada”, realçou o autarca. As inscrições estão abertas até à próxima segunda-feira (5), podendo ser efectuadas presencialmente na Junta de Freguesia da Redinha, pelos telefones 236 911 116 ou 236 912 130 e pelo e-mail junta.redinha@sapo.pt.

As comemorações da Batalha da Redinha continuam, às 11h00, com o hastear das bandeiras e a visita à exposição de fotos de Mário Lino, com a actuação do grupo coral na Igreja de S. Francisco. O programa prossegue com a homenagem aos mortos em combate no Largo da Guerra Peninsular, que acontece junto ao Memorial com a actuação da Filarmónica do Louriçal.

Às 12h20, decorre um dos momentos mais marcantes desta comemoração que consiste na encenação histórica da Batalha da Redinha, com a participação da companhia Viv’Arte.

No período da tarde, à Feira de Antiguidades e Doces Regionais junta-se a animação cultural com as actuações do Rancho Folclórico da Redinha, da Filarmónica do Louriçal, do Grupo de Danças e Cantares de Pousadas Vedras, da Academia de Música Roda Viva, do Coro Municipal de Pombal e da Banda de Rua.

Em 2018, o programa de comemoração da Batalha da Redinha “não tem grandes alterações relativamente aos últimos anos”, mantendo “o mesmo figurino”, porém “para o próximo ano vamos tentar introduzir algumas melhorias”, revelou Paulo Duarte, adiantando que, após esta edição, a Junta de Freguesia vai reunir-se com todas as entidades que ajudam na sua organização para decidirem de que forma poderão melhorar e ampliar este que “é sem dúvida o maior evento da freguesia” e onde “tentamos envolver todas as associações”.

CARINA GONÇALVES


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM