24 de Março de 2019 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

“Sucessão natural” nos Bombeiros de Penela

15 de Março 2019

Mudanças (pacíficas) nos Bombeiros Voluntários de Penela. António Roque e Raul Vasconcelos deixaram, respectivamente, a presidência da direcção e o comando do corpo activo. Jorge Carlos Pereira e António Lima são os sucessores.

Após década e meia no comando dos “soldados da paz” penelenses, Raul Vasconcelos entendeu ser chegada a hora da retirada e… cumpriu-se o “acordo de cavalheiros”.

“Cheguei há direcção há 20 anos, como vogal, e depois foi já na minha presidência, há 15 anos, que o Raul Vasconcelos foi nomeado comandante. E ao longo destes anos tivemos um acordo de cavalheiros entre nós em que um só saía quando saísse o outro”, explica António Roque ao TERRAS DE SICÓ.

O agora ex-comandante entendeu ser chegada a hora da retirada e “saímos completamente satisfeitos e conscientes que deixámos que a sucessão acontecesse de forma natural, porque tanto o segundo comandante, como o vice-presidente, foram preparados ao longo do tempo para assumir os cargos”, salienta António Roque, “tranquilo” quanto ao futuro da instituição.

Na hora da saída, que aconteceu no passado fim-de-semana, fica a recordação de “tantos momentos marcantes, mas o que mais me marcou foi trabalhar com o comandante Raul Vasconcelos, uma pessoa excepcional, honesta, de uma verticalidade como nunca encontrei em lado nenhum”, elogia Roque.

 

Lugar aos novos

“Chegou o momento de parar e dar o lugar a outros mais novos que tenham novas ideias. O mais importante é que a dinâmica seja continuada”, disse ao TERRAS DE SICÓ Raul Vasconcelos, sublinhando o facto de ser bombeiro desde 1983, numa “paixão pessoal movida por um espírito de missão”. “Ser bombeiro sempre me fez bem, como actividade complementar onde tinha a oportunidade de fazer bem à comunidade e de me sentir útil em termos sociais”, declarou.

Após 36 anos ao serviço da causa, 15 dos quais como comandante, Raul Vasconcelos afirma sentir-se realizado “pelo facto de ter clara consciência que deixamos a Associação estruturada e organizada, com infra-estruturas adequadas às exigências dos novos tempos, com uma frota de veículos capaz de responder às solicitações que são essenciais à protecção das pessoas e dos bens, para além do sentimento de estar ali uma grande equipa bem formada, coesa e unida.

O também conceituado empresário elogia “uma corporação dinâmica e preparada para os desafios e para os serviços quotidianos que tem de enfrentar”. “Na minha opinião, o corpo activo dos Bombeiros de Penela é um dos melhores do país. O facto de ser um corpo activo com cerca de 110 bombeiros, número que também aumentou nos últimos anos, com um quadro de funções bem definido, é, desde logo, o princípio de organização e a base da qualidade”, assegura.

Raul Vasconcelos deixa ainda “uma palavra de muito apreço pelo trabalho que sempre foi desenvolvido pelo António Roque”, que o acompanhou desde 2003, e define o novo comandante António Lima como “uma pessoa com conhecimentos técnicos e um líder perfeitamente capaz de enfrentar o presente e o futuro. Durante muitos anos trabalhámos juntos e formámos uma excelente equipa”, frisa.

António Lima, até aqui segundo comandante, passa a integrar a direcção como 1.º vogal e assume o comando do corpo activo, enquanto Jorge Carlos Pereira, vice-presidente na liderança de António Roque, assume os destinos da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Penela.

LUÍS CARLOS MELO


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM