13 de Novembro de 2018 | Quinzenário Regional | Diário Online
PUBLICIDADE

Escola de Verão Júnior juntou em Coimbra 280 alunos

12 de Julho 2018

A 7.ª edição da Escola de Verão Júnior da Escola Superior de Educação do Politécnico de Coimbra, que visa promover a cultura, ciência e arte, termina na sexta-feira, depois de terem passado na iniciativa 280 alunos.

O programa, destinado a estudantes do 5.º ao 12.º ano, tem como parceiros os municípios de Arganil, Condeixa-a-Nova, Góis, Mealhada, Miranda do Corvo, Penela, Soure, Tábua e a Junta de Freguesia de Santo António dos Olivais, em Coimbra.

Para esta Escola de Verão Júnior, os alunos destes concelhos puderam contar com diversos apoios por parte daquelas autarquias.

A coordenadora deste projecto, Luísa Almeida, disse hoje à agência Lusa que a Escola de Verão Júnior tem sido “um sucesso, ano após ano”.

“É um sucesso, com as câmaras a quererem manter a continuidade dos projectos, e os alunos que repetem a inscrição”, declarou Luísa Almeida.

Segundo o sítio na Internet, a Escola de Verão Júnior da ESEC, que nesta edição arrancou a 18 de Junho, pretende, também, “auxiliar os estudantes que pretendem ingressar no ensino superior na escolha de uma área de estudo que se adeque às suas preferências e aptidões”, mas, sobretudo, “oferecer uma ocupação de tempos livres, apostando em actividades de lazer com elevado valor educativo, relevantes para o desenvolvimento pessoal e social dos jovens”.

Animação socioeducativa, arte e design, comunicação e design multimédia, desporto e lazer, estudos musicais aplicados, línguas (incluindo Língua Gestual Portuguesa), e teatro e educação são as áreas que a Escola de Verão proporcionou nesta edição, que se desdobrou em 18 actividades distintas.

O programa educativo desenvolveu-se quatro dias por semana, entre as 9h30 e as 17h30, seguindo-se hora e meia de actividades recreativas que preencheram, também, todas as quartas-feiras, dias que foram destinados a visitar os municípios parceiros.

Em todas as actividades os alunos foram acompanhados por docentes, investigadores e estudantes do instituto Politécnico de Coimbra.

Luísa Almeida adiantou que o objectivo é alargar “a mais municípios e não apenas do distrito de Coimbra” este projecto, salientando que a Escola de Verão Júnior recebe “há vários anos alunos do estrangeiro, sendo que nesta edição participaram brasileiros e romenos”.

A coordenadora acrescentou que a iniciativa “tem como mecenas desde 2014 a Fundação PT, que oferece 100 bolsas para jovens carenciados”.

“Acresce que das 18 actividades da Escola de Verão, 11 são financiadas por esta fundação, nomeadamente na área das tecnologias da informação e comunicação, empreendedorismo e Língua Gestual Portuguesa”, referiu.

Numa nota enviada à Lusa, a Altice Portugal informa que “faz um balanço muito positivo, já que se trata sobretudo um programa de cidadania e de responsabilidade social”.

Citado na mesma nota, o presidente da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, realça que “este projecto tem ainda a particularidade de ser dirigido a crianças e jovens com maiores dificuldades, quer pela sua condição social, quer pela sua interioridade geográfica, tendo, em muitos casos, o primeiro contacto com a tecnologia, Internet e redes sociais”.

“Projectos como este são, por isto mesmo, chave para a Altice Portugal que, através da Fundação PT, promove a utilização das tecnologias de informação e comunicação, de um modo sustentável, nas geografias onde está presente, com o compromisso de intervenção social e apoio ao desenvolvimento”, sublinha Alexandre Fonseca.

A festa de encerramento desta edição realiza-se no sábado, no Parque da Cidade da Mealhada, pelas 14h30.

LUSA


  • Director: Lino Vinhal
  • Director-Adjunto: Luís Carlos Melo

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Armazém D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

Powered by DIGITAL RM